Menu
Busca sexta, 18 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Justiça

TSE arquiva investigação contra Haddad

O petista era suspeito de praticar crime de caixa 2

09 maio 2019 - 12h51Joilson Francelino, com informações da Agência Brasil

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira (9), por unanimidade, arquivar uma ação de investigação judicial eleitoral (Aije) contra o ex-candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad.

A abertura da ação havia sido protocolada em 2018 pelo então candidato a deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP).

Ele apontou a suspeita de prática de caixa 2 por Haddad, que não teria declarado o gasto de R$ 1,2 milhão na contratação de uma empresa de pesquisas.

O relator do caso no TSE, ministro Jorge Mussi, constatou que o gasto foi de fato declarado.

Ele destacou que a área técnica do tribunal “esclareceu que o investigado [Haddad] registrou duas despesas em nome da empresa Vox do Brasil Pesquisa, pagas via TED na conta do Banco do Brasil, totalizando R$ 1.202.006”.

Ele atendeu o pedido do Ministério Público Eleitoral (MPR), que havia opinado pelo arquivamento da ação. “A representação foi feita a partir de uma nota fiscal do contrato que não se consumara e a relação do candidato com a empresa estava calçada em outras notas fiscais que se encontravam no acervo da prestação de contas, o que de fato torna improcedente a ação”, disse o vice procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques.

Os demais ministros da Corte seguiram o voto do relator.

“O objetivo aqui, desculpa a expressão, era bater clara de ovo”, afirmou o advogado Eugênio Aragão, que representa a campanha de Haddad.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça
Anhanguera deverá indenizar ex-aluna por cobrança indevida
Justiça
Ministério Público move ação contra contrato do Consórcio Guaicurus
Justiça
Mutirão DPVAT: 1.787 processos podem ser finalizados em 2020
Justiça
Judiciário retoma gradativamente as atividades presenciais nesta terça
Justiça
Juiz ouve testemunhas de acusação do assassinato de Carla nesta terça
Justiça
Justiça proíbe Globo de divulgar detalhes da investigação de Flávio Bolsonaro
Justiça
Justiça determina que filhos de Flordelis fiquem em presídios separados
Justiça
Ministério Público prorroga regime diferenciado de trabalho
Justiça
Atacadão indenizará cliente que comprou linguiça com larva
Justiça
Justiça impede pais de visitarem filhos, vítimas de violência

Mais Lidas

Geral
Aos 24 anos, morre repórter da Globo Kaio Amaral
Polícia
PMA autua pela segunda vez nas últimas 24 horas usina sucroenergética em R$ 408 mil
Vídeos
Motorista de aplicativo é acusado de furto
Brasil
Vídeo: Homem é assassinado ao som de funk e tem olhos perfurados por galho