Menu
Busca segunda, 30 de novembro de 2020
(67) 99647-9098
Sesi - Geração de Empregos
Opinião

O Pantanal em 2020 e os desafios para as próximas gerações

Em artigo, secretário Jaime Verruck fala sobre o Pantanal

12 novembro 2020 - 18h51Jaime Verruck

O ano de 2020 ficará marcado na História pelos desafios que a Covid-19 impôs aos governos e à sociedade nas agendas da economia e da saúde pública. Nessas páginas, também tivemos uma amostra de como as nuances climáticas e a ação humana podem impactar em nossa casa comum, algo que, a exemplo da pandemia, também exigiu, por parte dos mesmos atores, respostas rápidas, confiança na ciência e cooperação mútua.
 
Foi nesse contexto e em meio à maior seca das últimas cinco décadas na Bacia do Rio Paraguai, responsável pelo abastecimento hídrico de todo o Pantanal, que Mato Grosso do Sul registrou um número recorde de incêndios florestais, sobretudo na região pantaneira.
 
Sob os olhos da mídia nacional e estrangeira, as imagens dos incêndios na maior planície alagável do mundo geraram comoção e indignação, mas também serviram, paradoxalmente, de combustível para que governos e sociedade se mobilizassem de forma integrada no combate ao fogo e garantissem a preservação de 73% do Bioma Pantanal em Mato Grosso do Sul e no Mato Grosso, além do resgate e do atendimento aos animais feridos.
 
O resultado obtido não seria possível sem o pleno apoio do governo federal, por meio das Forças Armadas, do Ibama, do ICMBio e da Força Nacional de Segurança; sem o total envolvimento do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio do Corpo de Bombeiros Militar, da Semagro, do Imasul, da Defesa Civil e da Sejusp; sem a cooperação dos governos do Mato Grosso, do Paraná, de Santa Catarina e do Distrito Federal e, por fim, sem a participação da sociedade civil, por meio do setor produtivo, dos produtores rurais e das ongs.
 
Nesse trabalho, centenas de pessoas, entre homens e mulheres do Corpo de Bombeiros e das brigadas de combate aos incêndios se revezaram em dezenas de idas e vindas ao Pantanal, muitas na Nhecolândia e no Paiaguás, mas também em outras regiões do Estado. Não foi uma empreitada fácil nem ligeira, mas o objetivo comum nos mobilizou como uma Comitiva Esperança, completamente focados no combate ao fogo.
 
Sabemos que vencemos uma batalha fundamental para o meio ambiente e para a economia sul-mato-grossense. Também temos o pleno conhecimento de que o prognóstico crítico da situação hídrica na região permanece para os próximos anos e deve continuar impactando em rios como o Piqueri, o São Lourenço e principalmente o Paraguai, bem como em toda a fauna e flora do Pantanal.
 
Agora, no momento em que estamos prestes a celebrar o Dia do Pantanal – em 12 de novembro, conforme o Calendário Oficial do Estado – é fundamental aproveitarmos o período das águas que vão de novembro a março para implantar as mudanças legais e estruturantes necessárias ao fortalecimento das nossas instituições; ampliar as parcerias e o incentivo à pesquisa e, por fim,  fomentar e disseminar boas práticas de produção e de manejo no Pantanal.
 
Essas ações são “moda lenta”, parte do modelo de desenvolvimento sustentável proposto pelo Governo do Estado para a região, que valoriza a cultura pantaneira e proporciona maior geração de valor por meio da relação equilibrada entre a atividade pecuária e o turismo com o meio ambiente. Porém, só vamos avançar, de fato, com a continuidade da integração e diálogo entre governo e sociedade.
 
Aprendemos grandes lições neste ano com o Pantanal e temos um compromisso e responsabilidade, não somente com o povo sul-mato-grossense, mas com o mundo, de forma a garantir que toda essa riqueza e beleza singulares seja conservada e desfrutada pelas futuras gerações.
 
*Secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul

Teia - Agronomia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Opinião
Parabéns
Opinião
Nossas conquistas nascem dos nossos sonhos

Mais Lidas

Polícia
Jovem se esconde embaixo de cama após fugir da policia
Geral
Contran revoga Resolução que interrompia prazos de serviços e divulga calendário para CNH
Polícia
Argentino é preso no terminal rodoviário e confessa ter engolido 30 cápsulas de cocaína
Polícia
No Santa Luzia, dois homens são alvos de atirador em carro