Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Polícia

Andarilho tenta assaltar mulher no estacionamento do Gugu Lanches

Corretora reclama da falta de acolhimento do estabelecimento após o crime

27 janeiro 2020 - 16h56Joilson Francelino

Uma corretora de 38 anos que preferiu ter a identidade preservada sofreu uma tentativa de assalto no último sábado (25), no estacionamento do Gugu Lanches, da esquina das avenidas Afonso Pena e Ernesto Geisel, em Campo Grande.

Ao JD1 Notícias, a vítima contou como tudo aconteceu e sua indignação diante do caso. A corretora voltava do Shopping Campo Grande, onde foi buscar a filha de 13 anos, que estava acompanhada da amiga de 15. No caminho de volta a casa, ela parou para lanchar no Gugu. Estacionou o carro, pediu o lanche e ficou aguardando no veículo.

Em certo momento, um andarilho se aproximou para pedir dinheiro, ela afirmou que não tinha. Em seguida, outro homem que a vítima suspeita ser também um andarilho chegou e anunciou o assalto, pedindo para que a corretora passasse o celular e a carteira, alegando estar armado. “Assustei, abri a porta com tudo, ele se desequilibrou e saiu correndo. Comecei a gritar pedindo socorro e perguntando: ‘cadê o segurança’”.

Segundo a vítima, todos a olhavam, sem oferecer socorro algum. Um funcionário teria se aproximado pedindo para a corretora parar de gritar. “Na verdade, os funcionários queriam que eu parasse de fazer o ‘escândalo’ para não assustar os outros clientes”, analisou a vítima que reclamou ainda que nenhum dos funcionários ofereceu ajuda, no sentido de acolhimento. Um dos trabalhadores teria dito à vítima que não poderiam fazer nada, por onde ela estava era considerada, para eles, como rua. “Eu estava no estacionamento do estabelecimento, não estava estacionada na rua”, contou a mulher.

O JD1 esteve no local nesta segunda-feira (27), para questionar os responsáveis do estabelecimento sobre o fato ocorrido. A gerente Jéssica Damarcos, 28 anos, afirmou que trabalha apenas durante o dia e somente o gerente do período noturno poderia falar sobre o caso. Ela adiantou que o local não oferece um profissional de segurança permanente, mas que o estabelecimento paga uma ronda particular que oferece apoio aos moradores e comerciantes da região.

A gerente falou ainda que a região oferece muito risco e reclamou da falta de ronda policial.

Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Operação piracema tem mais de 800 kg de pescado apreendido
Polícia
Mulher procura marido que desapareceu após deixá-la no hospital
Polícia
Onça morre atropelada e será usada em oficina de educação ambiental
Polícia
"Polícia aqui nóis mata", diz meliante antes de tentar fugir da PM
Polícia
Casal de idosos morre carbonizado após queda de raio
Polícia
Homem furta Carrefour e é abordado pela PM na saída do mercado
Polícia
Homem comete suícidio em assentamento
Polícia
Assaltantes invadem Subway próxima a UFMS
Polícia
Sem aceitar o fim da relação, homem mata ex na frente dos filhos
Polícia
PRF apreende carro de luxo e motorista vai embora de helicóptero particular

Mais Lidas

Cidade
Estacionamento do Shopping Campo Grande é autuado por irregularidades
Geral
Vídeo - Professor cai no chão após tentar dar aula bêbado
Geral
Governo pagará salários de servidores no sábado
Esportes
Águia Negra se mantém líder no campeonato sul-mato-grossense