Menu
Busca domingo, 20 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Governo vitimas
Polícia

Assassino de Ronaldo assume quatro homicídios da década de 80

Juarez matou Ronaldo com golpe de faca durante briga nesta madrugada

19 setembro 2019 - 15h35Joilson Francelino, com informações da Rádio Caçula

Juarez Alves da Costa, assassino confesso de, Ronaldo Maldonado, 57 anos, contou em depoimento à polícia nesta quinta-feira (19) que é autor de mais quatro homicídios ocorridos na década de 80.

O assassino estava sendo procurado depois de ter matado, nesta madrugada, a golpe de faca, Ronaldo. De acordo com o apurado até o momento, o crime originou de uma briga cujo motivo ainda é desconhecido. Durante o confronto, que teria acontecido dentro da residência da vítima, Juarez teria desferido o golpe fatal em Ronaldo.

Depois do golpe, Juarez teria arrastado o corpo até o portão de entrada da casa, onde foi encontrado por vizinhos. O autor foi encontrado ainda nesta manhã, depois de ter fugido do local do crime.

Ele está preso e o corpo de Ronaldo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Comerciante é executado na fronteira
Polícia
Suspeito de participar de esquema de falsificação de documentos é preso
Polícia
PMR apreende quase 1,5 tonelada de maconha
Polícia
Mulher pede socorro a polícia após ser esfaqueada pelo marido
Polícia
Presos da PED mantinham roteador de internet e "sky gato" nas celas
Polícia
Falsos policiais invadem casa e homem é agredido a pauladas por atual de ex
Polícia
Carga irregular de 439 celulares Xiaomi, é interceptada pela PRF
Polícia
PMA multa infratora por manter papagaios em cativeiro com asas cortadas
Polícia
PRF apreende veículo conduzido por policial reformado com mercadoria paraguaia
Polícia
Investigados pela PF mantinham base do tráfico em MS

Mais Lidas

Geral
Violeiro Ivo de Souza morre em acidente na BR-163
Brasil
Três militares do Corpo de Bombeiros morreram enquanto tentavam combater incêndio
Esportes
Na capital, Muricy crava Flamengo como campeão do Brasileirão
Polícia
Comerciante é executado na fronteira