Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Polícia

Servidora é chamada de “galinha chocadeira” e registra B.O.

O caso foi registrado na delegacia depois que os pais de um aluno insultaram a coordenadora

01 dezembro 2018 - 14h40Da redação

Uma servidora municipal de 35 anos, foi vítima de insultos por parte de um casal de 49 e 50 anos, em uma escola municipal do bairro Mata do Jacinto, em Campo Grande, na sexta-feira (30). Os pais não teriam gostado de aguardar alguns minutos para serem atendidos pela escola.

De acordo com o boletim de ocorrência, o filho do casal está no oitavo ano, e a mãe dele teria ido na escola no dia 28, atrás de uma pasta que o garoto havia esquecido. A coordenadora pediu um tempo e saiu à procura, mas não encontrou e orientou que o aluno procurasse em casa ou com algum colega.

No dia seguinte, a funcionária achou o objeto no “achados e perdidos” do colégio, entregou ao jovem e disse ao mesmo que não haveria necessidade dos pais irem até o local para conversar com o professor, haja vista que o material procurado havia sido encontrado.

Na sexta-feira (30), os pais do menino  retornaram a escola para conversar com o professor, e a coordenadora explicou que a pasta havia sido achada, mesmo assim eles preferiram aguardar. Foi nesse momento, que dois alunos que estavam brigando em sala chegaram a sala de coordenação, e como prioridade foram atendidos primeiro.

Conforme a funcionária, os pais do aluno ficaram insatisfeitos com a espera, foram até a sala dos professores e abordaram o professor que teve de atende-los no corredor. A  servidora foi ao local e disse que o atendimento tinha que ser juntamente na sala da coordenação. Foi aí que os pais se alteraram e começaram a falar muito alto, na frente de alunos e funcionários.

Depois disso, já na sala o pai do aluno disse que a coordenadora “era dispensável” e que o tempo dela na escola havia acabado.

A mãe do aluno alegou a diretora que a coordenadora havia se negado a atender, enquanto, o pai se referiu a ela como se fosse “galinha chocadeira cuidando o ninho”.

A servidora saiu da sala e a diretora chamou a atenção dos pais, em relação ao tratamento com a funcionário público. O caso foi registrado como desacato na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Danos ao Rio da Prata serão reparados por produtores rurais
Polícia
Mais dois guardas municipais são presos na capital
Polícia
Ladrões roubam TV, mas antes comem chocolates em restaurante
Polícia
Homem é preso por estuprar sobrinha de nove anos
Polícia
PF “na cola” de ex-candidata a deputada por "fraudar prestação de contas"
Polícia
Homem bêbado pede para descansar e morre no sofá do vizinho
Polícia
Vídeo: PRF persegue e atira em traficante
Polícia
Massacre deixa seis mortos na fronteira
Polícia
Homem é preso após espancar companheira grávida
Polícia
Com quatro tiros na cabeça, adolescente morre em escola

Mais Lidas

Cidade
Restaurante Bamboo Sushi é autuado por cobrança excessiva
Polícia
Homem bêbado pede para descansar e morre no sofá do vizinho
Geral
Ciclista tem a cabeça esmagada por carreta em acidente
Geral
Marginal usa OLX para aplicar golpe com WhatsApp de anunciante