Menu
Busca domingo, 25 de julho de 2021
(67) 99647-9098
Senai - EAD_senai_graduação
Polícia

Desaparecimento de jovem ainda é um mistério para a polícia

No mesmo dia do desaparecimento, o celular da jovem já estava desligado

17 fevereiro 2019 - 13h06Marcos Tenório

O caso de Regiane Alves Medeiros Alcunha, 22 anos, ainda é um mistério para a polícia, a jovem desapareceu no dia 13 de dezembro do ano passado, após sair de casa para fazer uma rescisão de contrato trabalhista, em Campo Grande.

A polícia já ouviu amigos, familiares e continua com as oitivas. Nenhuma linha de investigação é descartada, pois no mesmo dia do desaparecimento, o celular da jovem já estava desligado.

Regiane não chegou a ir à empresa onde trabalhava para assinar a rescisão. Ela foi vista pela última vez em um ponto de ônibus, no bairro onde mora, São Jorge da Lagoa. A jovem é mãe de dois filhos, de um e três anos.

Cruzeiro do Sul - 44 anos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Bebedeira acaba em confusão na casa de pai de santo após debate sobre 'macumba'
Polícia
Homem é detido após lutar com policial e morder médico da UPA
Polícia
Militar aposentado de MS é encontrado morto e suspeita é de latrocínio
Polícia
Pais são presos suspeitos de torturar, abusar e matar filho de 1 ano
Polícia
Jovem vai guardar carro e acaba feito de refém por três paraguaios
Polícia
Vídeo: mulher mostra como ficou carro e loja após invasão de vizinhos no Mário Covas
Polícia
Funcionária esquece cartão em sacola de roupas e cliente gasta R$ 856
Polícia
Mulher denuncia marido após ser agredida com socos e mordida
Polícia
Atirador em gol rebaixado faz uma vítima no Moreninhas III
Polícia
Mãe e filha são ameaçadas e têm carro riscado ao pedir para vizinha abaixar o som

Mais Lidas

Polícia
Mãe e filha são ameaçadas e têm carro riscado ao pedir para vizinha abaixar o som
Polícia
Pais são presos suspeitos de torturar, abusar e matar filho de 1 ano
Polícia
Funcionária esquece cartão em sacola de roupas e cliente gasta R$ 856
Polícia
Atirador em gol rebaixado faz uma vítima no Moreninhas III