Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Polícia

Detento internado foge de hospital disfarçado de médico

Kelvis estava internado por problemas respiratórios e ainda não foi encontrado

31 maio 2020 - 15h56Sarah Chaves, com informações do ABC Color

O preso Kelvis Fernando Rodrigues, mais conhecido como Cabelo, que estava internado no Hospital Viva Vida, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, conseguiu fugir do lugar no sábado (30), de maneira inusitada.

Segundo o site paraguaio ABC Color, Kelvis foi preso em 2018 acusado de vários crimes como tráfico de drogas, homicídio, lavagem de dinheiro e contrabando.

Kelvis estava internado por apresentar problemas respiratórios quando fugiu disfarçado, vestindo roupa de médico.

A defesa do preso já havia impetrado vários pedidos de liberdade por problemas respiratórios, sendo todos os pedidos negados, até que no mês de abril desse ano, sua advogada pediu revisão de sua pena, alegando mais uma vez problemas de saúde e a impossibilidade de fuga devido a fronteira estar fechada.


A polícia está a procura do fugitivo.

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Entregadora de aplicativo tem celular e carteira furtados após acidente
Polícia
Policiais militares são presos por tráfico de drogas em Campo Grande
Polícia
Mãe pede ajuda para encontrar adolescente que sumiu no São Conrado
Polícia
Vídeo - Gari morre ao ser alvejado por tiros em Coxim
Polícia
Polícia Federal conclui que incêndio no Museu Nacional não foi criminoso
Polícia
Carreta carregada tomba com cerveja e populares saqueiam carga
Polícia
Vídeo flagra furto de moto no estacionamento do Pires
Polícia
Carro mata ciclista, sai da pista, atinge árvore e pega fogo
Polícia
Durante conversa, mulher leva facada por namorada de ex
Polícia
Gusttavo Lima atropela ciclista em Goiânia

Mais Lidas

Saúde
Santa Casa está preparada para combater o coronavírus, diz presidente da entidade
Brasil
Bolsonaro está com sintomas de coronavírus
Cidade
Aeroporto terá novo acesso
Brasil
Pandemia gerou economia de R$ 199,6 mi aos cofres públicos