Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Polícia

Filho mata pai e agride mãe à pauladas por causa de cachaça

A polícia fez buscas na região, mas não encontrou o suspeito

05 abril 2020 - 11h11Priscilla Porangaba, com informações do Dourados News

Zico Benites Paulo é o principal suspeito pela morte de Vilson Paulo, de 41 anos, seu pai, e de ter agredido a mãe, Marinalva Benites, de 37 anos, por terem negado dar bebida alcoólica para ele no acampamento Santa Felicidade em Dourados.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mãe contou à polícia que preparava o jantar quando o filho apareceu no barraco na noite de sábado (4) pedindo por cachaça. Quando ouviu “não” como resposta, passou a agredi-la com pedaço de madeira. Vilson, seu marido, tentou defende-la, mas foi atingido na cabeça e morreu no local.

A mulher foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital da Vida com hematomas pelo corpo.

A polícia fez buscas na região, mas não encontrou o suspeito. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento (Depac) como homicídio simples. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Bandido invade UBS na madrugada levando botijão e liquidificador
Polícia
Homem é encontrado morto em fazenda de MS
Polícia
Após perseguição jovem é preso com drogas e diz ser do PCC
Polícia
Vídeo – Motoqueiro é socorrido após colidir com carreta
Polícia
Vídeo – carro pega fogo no meio da rua
Polícia
Servidor federal é preso utilizando viatura para traficar maconha
Polícia
Mãe e filha de 1 ano ficam feridas após incêndio destruir residência
Polícia
Foragido é esfaqueado no Aero Rancho e morre na santa Casa
Polícia
Familiares ficam apavorados com sumiço de jovem na fronteira
Polícia
GAECO prende 17 durante “Operação Fim da Rota”

Mais Lidas

Educação
Inscrições no Enem terminam nesta quarta
Polícia
Bandido invade UBS na madrugada levando botijão e liquidificador
Geral
App do Magazine Luiza ganha botão para denunciar violência contra mulheres
Cidade
Pandemia é o maior problema em MS, mostra pesquisa Ranking