Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Senar 18 10 21
Polícia

Homem desaparece após sair para fazer acerto na empresa que trabalhava em Campo Grande

Amigo relatou que a vítima estava sendo ameaçada por dívidas

16 setembro 2021 - 07h32Marcos Tenório

Um homem, de 33 anos, desapareceu depois de sair de casa para fazer um acerto em sua empresa, na última terça-feira (14) em Campo Grande. Um amigo não conseguiu contato com a vítima e procurou policia.

O amigo contou de depoimento que no dia 14 deste mês a vítima saiu por volta das 7h30 da manhã dizendo que iria à empresa onde trabalhava para fazer o acerto trabalhista. Os dois combinaram de se encontrar por volta das 12 horas, na praça do Rádio Clube.

Mas, o homem não apareceu e o amigo ligou e a vítima atendeu dizendo que havia atrasado e que estava com o advogado, no bairro Tiradentes.

Na empresa, o amigo ficou sabendo que ele esteve no local e saiu por volta das 10 horas. Ele teria dito que iria se encontrar com uma tia. O amigo relatou ainda na delegacia que a vítima estava sendo ameaçada por dívidas. O caso está sendo investigado.

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Bêbado, homem é espancado no Danúbio Azul
Polícia
De visita na capital, idoso morre após ser atingido por bala perdida no Panorama
Polícia
Vídeo: Homem é atacado por jacaré enquanto nadava no Lago do Amor
Polícia
Bebê morre durante parto humanizado no Novos Estados
Polícia
Jovem é autuado por maus-tratos
Polícia
Operação na fronteira prende foragidos e apreende armamento de alto poder de destruição
Polícia
Jovem é encaminhado para delegacia ao ser flagrado com maconha
Polícia
Baleado por "Choquinho", homem busca socorro em escola e morre
Polícia
Empresa é autuada em quase R$ 6 mil por transporte de madeira ilegal
Polícia
Motorista morre em acidente na BR-163

Mais Lidas

Vídeos
Tempestade atinge Bodoquena agora
Vídeos
Granizo em Dois Irmãos
Vídeos
Tempestade com granizo atinge Campo Grande agora
Vídeos
Vídeo: Fogo na fiação elétrica deixa funcionário da Energisa preso em uma 'chuva' de faísca