Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99647-9098
Sebrae
Polícia

Laudo do menino Henry aponta 23 lesões por 'ação violenta'

Dados da reconstituição da morte mostram que as lesões são provenientes de ações repetidas entre os horários de 23h30 e 3h30

12 abril 2021 - 09h24Sarah Chaves com informações do G1

A possibilidade de um acidente doméstico ter sido a causa da morte do menino Henry Borel, foi descartada após divulgação do laudo da reconstituição da morte que o Fantástico mostrou com exclusividade no domingo (11), descartando o que já tinha apontado a necropsia no corpo do garoto.

Os peritos afirmaram que as 23 lesões encontradas em Henry “apresentavam características condizentes com aquelas produzidas mediante ação violenta (homicídio)”. Entre essas lesões, estão, por exemplo, a laceração no fígado, danos nos rins e a hemorragia na cabeça.

Na última quinta-feira (8), foram presos o vereador carioca Dr. Jairinho (sem partido), padrasto da criança, e a professora Monique Medeiros, mãe do garoto. A prisão se deu pela suspeita de homicídio duplamente qualificado –com emprego de tortura e sem chance de defesa para a vítima –, por atrapalharem as investigações e por ameaçarem testemunhas para combinar versões.

A reprodução simulada do dia da morte do menino foi feita no dia 1º de abril. Policiais civis e peritos testaram todas as possibilidades de queda no quarto — como sustentaram Jairinho (sem partido) e Monique Medeiros em depoimento à polícia. “Não há a menor hipótese de ele ter caído, quer seja da cama, quer seja da poltrona, quer de uma estante, que tem 1,20 metro de altura”, afirmou Denise Gonçalves Rivera, perita criminal da Polícia Civil do RJ.

“Fizeram todas as medições e viram que, em nenhuma dessas circunstâncias, ele teria essas lesões que a necropsia apresentou”, emendou. Ainda segundo o laudo da reprodução, há lesões de baixa e de alta energia, provenientes de ações violentas entre 23h30 e 3h30. No depoimento, a mãe afirmou que o filho acordou três vezes com o barulho da televisão da sala, onde Monique e Jairinho assistiam a uma série.

"É possível que Henry tenha sido agredido cada vez que ele ia reclamar", disse Denise.

Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Tragédia: Criança de 3 anos joga gasolina em fogão a lenha e morre queimada
Polícia
Idoso é multado em R$ 25 mil por devastar matas ciliares
Polícia
Militar da Marinha perde mais de R$ 1.700 em golpe
Polícia
Motorista de caminhão de frango invade pista contrária e causa grave acidente
Polícia
Mulher é presa com 218 gramas de droga na vagina em Sonora
Polícia
"Detetive particular" bêbado, liga para polícia após acidente e acaba preso
Polícia
Caminhoneiro é preso com 1,5 tonelada de maconha
Polícia
Vídeo: Homem levanta e corre, mesmo após ser atropelado por fusca
Polícia
Dois são presos com carga milionária de prata na BR-262
Polícia
Mulher é agredida e esfaqueada na nuca pelo marido embriagado

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio