Menu
Busca quinta, 21 de fevereiro de 2019
(67) 99647-9098
Polícia

Médico é preso por bombeiro após negar atendimento a paciente

O médico se negou a atender a paciente que foi transportada pelos bombeiros, pois a unidade estaria lotada

14 setembro 2018 - 09h46Da redação

No final da noite da última quinta-feira (14) um médico plantonista do UPA Universitário foi preso e levado para a delegacia após se negar a atender uma paciente transportada até a unidade pelo Corpo de Bombeiros. O médico recebeu voz de prisão de um bombeiro por omissão de socorro.

De acordo com o boletim de ocorrência o médico Thiago José Maksoud Machado foi conduzido pela Polícia Militar para a delegacia depois de se negar a receber uma paciente, pois a UPA estava lotada.

O sargento Riboviski, do Corpo de Bombeiros, explicou que teria atendido a uma ocorrência de uma pessoa que estaria travada da coluna em sua residência, ao chegar pelo local foi feita a regulação de vaga para que a paciente fosse encaminhada para a UPA Universitário.

Mas ao chegar no posto de saúde a guarnição foi recebida pelo médico na porta dizendo que não iria receber a paciente, pois o local estava cheio. E mesmo depois que o sargento disse que tinha a  regulação e senha para a paciente o médio continuou a se negar a atende-la.

O médico se ausentou e retornou minutos depois perguntando se seria paciente psiquiátrico, e foi informado que não, ele saiu novamente e que retornou informando que a guarnição deveria levar a paciente para o UPA Moreninha.

No entanto o sargento informou ao médico que não poderia fazer esse transporte até que fosse comunicado pela central de regulação, o que não ocorreu, e também até que o médico fizesse uma avaliação da paciente, o que também não foi feito. O bombeiro relatou que Thiago continuou a se negar a atender a paciente e a fazer qualquer avaliação. “O médico não examinou a paciente e tampouco perguntou sobre o estado clínico da mesma”, ressaltou em seu depoimento o bombeiro.

Foi então que sargento disse ao médico que lhe daria voz de prisão devido a omissão de socorro, mas mesmo assim o médico se recusou a receber a paciente, e por isso o militar lhe deu voz de prisão. Porém o médico negou-se a se identificar para a guarnição, e disse que não iria acompanhar os bombeiros, e por isso a Polícia Miliar foi acionada e compareceu no local efetuando a condução do médico até a delegacia.

Depois disso a paciente foi recebida no posto de saúde por um enfermeiro que era responsável pelo atendimento de emergência daquela unidade.

Os policiais coletaram o testemunho das pessoas que estavam no local e presenciaram a negativa de atendimento por parte do médico para com a paciente. O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (DEPAC) – Piratininga como omissão de socorro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Homem mata mulher com facada em aldeia indígena
Polícia
Homem tenta matar padrasto a tiros de espingarda
Polícia
Baleado na cabeça, genro de pecuarista morre em hospital
Polícia
Acidente entre moto e caminhão deixa um morto na MS-306
Polícia
Jovem comete suicídio na residência onde morava
Polícia
PF deflagra operação contra pedofilia em cidades de MS
Polícia
Dupla em motocicleta atira e acerta rosto de policial, na fronteira
Polícia
Idosa é espancada a pauladas por ladrão
Polícia
Recém-nascido é encontrado embaixo de tanque de lavar roupas
Polícia
Homem é preso com arquivos de pornografia infantil no celular

Mais Lidas

Polícia
Depois de sair de festa, jovem morre ao capotar veículo no centro
Cidade
Evite ser multado, saiba onde estão os radares nas ruas da capital
Polícia
Dupla em motocicleta atira e acerta rosto de policial, na fronteira
Cidade
Prefeitura convoca aprovados em processo seletivo para merendeiro