Menu
Busca sábado, 08 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Governo 02
Polícia

Mulher perde R$ 400 em golpe telefônico

Bandido fingiu ser um parente e pediu à vítima fazer o depósito para ajudar no conserto do carro

12 dezembro 2019 - 12h55Sarah Chaves, com informações do Bonito Informa

Uma mulher de 45 anos perdeu R$ 400,00 em golpe telefônico feito por criminosos na tarde de quarta-feira (11), em Bonito, no Mato Grosso do Sul.

De acordo com a ocorrência, a vítima que através de uma ligação o criminoso se passou por um primo dela, disse que estava com o veículo estragado e pediu a quantia de R$1500, o criminoso ainda passou outro número para a mulher e disse que seria do mecânico. A vítima ligou e o suposto mecânico relatou que só faltava R$400 do valor total do conserto.

A vítima foi até uma lotérica e depositou os R$ 400 na conta do criminoso. Pouco tempo depois, a mulher ligou para o parente que negou os fatos. Ao perceber que tinha sido vítima de um golpe, ela procurou a Delegacia de Polícia Civil de Bonito, onde o caso foi registrado como estelionato.

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Operação Hórus: homem é preso 800 caixas de cigarros contrabandeados
Polícia
Prefeito é preso com armas e animais abatidos em Mato Grosso
Polícia
Duas mulheres são presas com 33,6 Kg de maconha
Polícia
Mulher transportando 2 Kg de cocaína acaba presa em MS
Polícia
Dezenas de fuzis, pistolas e carregadores foram apreendidos pela PRF
Polícia
PRF apreende 105,25 Kg de maconha e skunk em Ponta Porã
Polícia
Corpo de rapaz de 20 anos é encontrado às margens de rodovia em MS
Polícia
Vídeo mostra homem sendo executado após agredir esposa
Polícia
Militar do Exército desaparece em Campo Grande
Polícia
Homem bate no próprio pai e depois tenta agredir policias com pá

Mais Lidas

Política
Eleição para vereador é enigma na pandemia
Geral
Aos 50 anos, vice-presidente do BB passa mal em reunião e morre
Política
"Nunca procurou a gente para conversar", diz Marquinhos sobre a Defensoria Pública
Justiça
“Se não contermos a pandemia, colapso na Saúde é invitável”, diz defensor-geral de MS