Menu
Busca quarta, 03 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Polícia

PMA fecha dois abatedouros clandestinos em Terenos

Dois homens foram autuados em R$ 11 mil

15 outubro 2019 - 12h55Vitória Ribeiro, com informações assessoria

Policiais Militares Ambientais de Campo Grande fiscalizaram, na segunda-feira (14) matadouros clandestinos após denúncias. Os abatedouros ficavam no assentamento Santa Mônica, em Terenos. Dois abatedouros foram fechados e dois homens foram autuados em R$ 11 mil pot atividade potencialmente poluidora sem licença ambiental e posse de motosserra e arma ilegal.

No lote 98, pertencente a um assentado de 34 anos, havia um matadouro clandestino de gado bovino e ele estava carneando uma novilha pendurada em uma talha. O infrator afirmou que abatera o bovino com faca, mas em vistoria no local, foi encontrado um rifle, marca Winchester calibre 22, com sete munições sem documentos, utilizado no abate. A arma e munições foram apreendidas.

Próximo ao matadouro ilegal havia uma caminhonete Chevrolet S10 pertencente ao infrator e na carroceira havia partes do animal escondidas por uma lona, além de uma motosserra sem documentos que foi apreendida, juntamente com a carne clandestina. Carcaças e restos de animais abatidos anteriormente foram encontrados queimados no local.

As atividades foram interditadas. O infrator, residente no lote, foi autuado administrativamente em R$ 5.000,00 por funcionar atividade potencialmente poluidora sem licença ambiental e em R$ 1.000,00 pela posse da motosserra ilegal.

Próximo dali, no lote 72, outro abatedouro clandestino foi fechado. No momento em que os Policiais chegaram, o proprietário do lote e do abatedouro também carneava um bovino. No local também foi encontrado um rifle, marca Winchester calibre 22 sem documentos, utilizado no abate. A arma foi apreendida juntamente com a carne clandestina. As atividades foram interditadas. O infrator, de 55 anos, residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente em R$ 5.000,00 por funcionar atividade potencialmente poluidora sem licença ambiental

Em nenhum dos locais existia qualquer estrutura de higiene e de tratamento dos resíduos. A carne apreendida foi levada para destino adequado em um curtume por agentes da vigilância sanitária que participaram da operação.

Os infratores receberam voz de prisão pelo porte ilegal das armas e foram conduzidos, à Delegacia de Polícia Civil de Terenos, onde foram autuados em flagrante e saíram depois de pagamento de fiança. Eles também responderão por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental, com pena prevista de três meses a um ano de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Por R$ 5 mil, casal é preso com 1,2 tonelada de maconha
Polícia
Babá presta depoimento sobre morte de criança
Polícia
Homem rompe tornozeleira para ficar com namorado em presídio
Polícia
Polícia aguarda laudo para investigar morte de Adriano
Polícia
Fugitivo da cadeia é preso traficando quase 1 tonelada de maconha
Polícia
Mulher finge pedir ajuda para roubar dono de pousada
Polícia
Turistas encontram corpo de adolescente desaparecido no rio Piquiri
Polícia
Grupo de hackers vaza dados pessoais de Bolsonaro
Polícia
Homem furta casa na fronteira, foge para Brasil e apanha de populares
Polícia
Gaeco mira em corrupção na prefeitura de Bandeirantes

Mais Lidas

Clima
Esfriou! Temperaturas voltam a cair e céu ficará nublado na capital
Polícia
Por R$ 5 mil, casal é preso com 1,2 tonelada de maconha
Saúde
Três UPA's atendem com 15 pediatras nesta manhã de quarta-feira
Oportunidade
Funtrab tem vaga para açougueiro, confeiteiro, churrasqueiro e outras