Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Senar 18 10 21
Polícia

Rapaz xinga policiais e é preso após tentar fugir de abordagem no Carioca

Militares teriam ido até o local para atender reclamação de som alto e aglomeração

16 setembro 2021 - 06h59Marcos Tenório

Um rapaz de 21 anos foi preso em flagrante após xingar policiais militares que estavam atendendo uma reclamação de aglomeração e som alto, na madrugada desta quinta-feira (16), no bairro Jardim Carioca, em Campo Grande.

Conforme o boletim de ocorrência, o caso aconteceu por volta das 00h25, na rua Aracy de Almeida em frente a praça do bairro, onde moradores haviam reclamado do som alto e da aglomeração. Quando os militares chegaram ao local, tentarem fazer a abordagem, foi quando o autor passou a fazer gestos obscenos.

Ele fazia chacota dos militares, foi quando o rapaz recebeu voz de prisão e nisso passou a correr e dizer, “seus vagabundos, passa fome desgraçados, policiais filhas da p*”. Ele foi perseguido em um campo e preso. O autor foi encaminhado para a delegacia e autuado por desacato e desobediência.

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Mulher morre na MS-497 após perder a direção e bater em árvore
Polícia
Idosa é agredida com chutes e socos, e ainda é ameaçada de morte
Polícia
Bêbado, homem é espancado no Danúbio Azul
Polícia
De visita na capital, idoso morre após ser atingido por bala perdida no Panorama
Polícia
Vídeo: Homem é atacado por jacaré enquanto nadava no Lago do Amor
Polícia
Bebê morre durante parto humanizado no Novos Estados
Polícia
Jovem é autuado por maus-tratos
Polícia
Operação na fronteira prende foragidos e apreende armamento de alto poder de destruição
Polícia
Jovem é encaminhado para delegacia ao ser flagrado com maconha
Polícia
Baleado por "Choquinho", homem busca socorro em escola e morre

Mais Lidas

Vídeos
Tempestade atinge Bodoquena agora
Vídeos
Granizo em Dois Irmãos
Vídeos
Tempestade com granizo atinge Campo Grande agora
Vídeos
Vídeo: Fogo na fiação elétrica deixa funcionário da Energisa preso em uma 'chuva' de faísca