Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Polícia

Sem conseguir dormir por conta da gritaria, homem denuncia Centro Espírita na capital

Ele foi comunicado pelo sacerdote que o horário de celebração seria mudado, mas nada foi feito

14 setembro 2021 - 10h57Marcos Tenório

Um homem de 51 anos, denunciou um  Centro Espírita no bairro Marcos Roberto em Campo Grande. Ele chamou a polícia na madrugada desta terça-feira (14) depois de ficar incômodo com músicas e gritaria no local.

Conforme o boletim de ocorrência, a homem relatou que já conversou com o sacerdote responsável pelo local, e disse que está impossibilitado de dormir devido aos barulhos e o incômodo causado a todos os vizinhos.

Ele foi comunicado pelo representante do local, que o horário de celebração seria mudado, mas a vítima disse em depoimento para a polícia que não suporta mais a situação. Ele disse ainda que já procurou o proprietário do local e nada foi feito. O caso foi registrado como perturbação do sossego.

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Vídeo: Lagarto com mais de 1m é capturado dentro de creche no Parque do Sol
Polícia
Vídeo: Corpo seminu encontrado em córrego no Santo Eugênio é de uma mulher
Polícia
Vídeo: Ladrão furta mercado e conveniência em MS e acaba preso
Polícia
Membro de associação criminosa é preso na capital
Polícia
Bebê de 1 ano e 10 meses é queimada com bituca de cigarro
Polícia
Apaixonados e do crime: Casal é preso com 1 kg de drogas
Polícia
Jovem é preso com 105 kg de maconha em rodovia
Polícia
Operação da PF mira hotéis em Dourados, de olho no contrabando da fronteira
Polícia
Grávida de 29 semanas, jovem sofre descolamento de placenta e perde o bebê
Polícia
Em ação conjunta da PRF e correios, encomendas com drogas são apreendidas

Mais Lidas

Geral
Vídeo: "Peixe de bosteiro", morador de rua engana população de Paranaíba
Polícia
Menino de 2 anos mata prima atropelada após dar partida em carro
Polícia
Funcionários da Energisa ficam sob mira de arma ao tentar podar árvores na Vila Olinda
Polícia
Operação “Dark Money” investiga desvio de R$ 23 milhões no esquema de corrupção em Maracaju