Menu
Busca domingo, 29 de novembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Novembro20 Juizado de transito
Polícia

Vídeo: policial dá socos, chutes e tapas em mulher algemada em MS

Nas imagens é possível ver que um outro policial (homem) se aproxima, mas não faz nada para conter as agressões

22 novembro 2020 - 08h07Marcos Tenório

Vídeo mostra uma mulher que estava algemada, sendo agredida com socos e chutes por um Polícia Militar (PM) dentro no quartel da PM de Bonito, que fica a 297 km de Campo Grande. O caso ocorreu no dia 26 de setembro.

Nas imagens divulgadas pelo site MS Notícias, a mulher que está algemada com as mão para trás estava de pé, de frente com o comandante, quando ele a empurra. Ela cai na cadeira, batendo as costas e tenta se defender com os pés. Então, ele revida com chute e uma sequência de socos. Nas imagens é possível ver que um outro policial (homem) se aproxima, mas não faz nada para conter as agressões, ele fica apenas observando a cena até que uma PM (mulher) entra e o contém, o polícial agressor.

Conforme o vídeo, é possível ver que na salaestão outros dois homens que ficam alheios. Um que estava sentado só levanta após o PM ser contido. Um outro que está de costas para a cena, nem olha para ver o que estava acontecendo.

O caso

Conforme o MS Notícias, foi lavrado um boletim de ocorrência por parte dos policiais por ameaça, dano, resistência, desacato e embriaguez.

De acordo com o policial, a mulher teria se envolvido em uma confusão em um restaurante em Bonito. A mulher chegou ao local antes do estabelecimento abrir e que pediu que a servissem. Porém, o dono teria dito a ela que o restaurante iria abrir dentro de 15 minutos. Assim ela teria se irritado e iniciado a confusão.

Com a filha no colo, a mulher teria dito que ela era autista e precisaria ser servida naquele momento.

Conformeo Midiamax, os responsáveis por lavrar o boletim de ocorrência não citam as agressões cometidas pelo policial, limitando-se a dizer que a mulher foi levada para dentro do quartel para ela “ficar em um local mais arejado, porém tal procedimento tornou-se inzequível (sic), pois a autora começou novamente a proferir palavras de calão contra a guarnição, desacatando e depreciando a autoridade policial”.

No vídeo, é possível ver que as agressões partem do policial, pois a mulher já estava algemada.

O JD1 Notícias deixa o espaço aberto para os militares envolvidos no caso, se manifestar.

Teia - Agronomia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Mulher é sequestrada ao descer de ônibus na capital
Polícia
Foram presos 39 homens durante operação na fronteira
Polícia
Guarda flagra adolescentes furtando materiais escolares em creche do Caiobá
Polícia
Senhor de 83 anos desaparece na Capital após sair para comprar pão
Polícia
Mulher encontra viatura da PM na rua e denuncia ameaça do ex-namorado armado
Polícia
Mulher morre após intoxicação por ingestão de remédios
Polícia
Criança morre após receber descarga elétrica em decoração de Natal
Polícia
Adolescente é encontrado morto com suspeita de suicídio em MS
Polícia
Vídeo - Guarda Civil encerra festinha no Dom Antonio após toque de recolher
Polícia
Traficante é preso em flagrante no Jardim Colibri

Mais Lidas

Polícia
Mulher é sequestrada ao descer de ônibus na capital
Brasil
Paciente com quase 300 kg que aguardou cinco dias por vaga na UTI morre em Natal
Polícia
Foram presos 39 homens durante operação na fronteira
Geral
Reinaldo inaugura indústria com 300 empregos e entrega escola em Caarapó