Menu
Busca sexta, 12 de agosto de 2022
(67) 99647-9098
TJMS Agosto 22
Política

MDB lança André ao governo

Evento ocorre agora no Clube de Campo Associação Nipo Brasileira

05 agosto 2022 - 11h12Taynara Menezes e Sarah Chaves

Nesta sexta-feira (5) o partido MDB (Movimento Democrático Brasileiro) realizou sua convenção oficializando nomes que disputarão as eleições deste ano. Entre os principais estão André Puccinelli candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, que na ocasião, anunciou Tânia Garib como candidata vice, além de 24 nomes para concorrer o cargo de deputado estadual. O evento ocorre no Clube de Campo Associação Nipo Brasileira.

Em entrevista exclusiva ao JD1, o candidato adiantou seus planos pós convenção e destacou seus projetos futuros caso seja eleito. "Vamos continuar ouvindo as comunidades para que a população elenque suas prioridades, para catalogarmos e incluirmos no nosso plano de trabalho. Depois de estabelecido e a eleição realizada, ao chegarmos ao Governo do Estado a partir de 1º de janeiro de 2023 trabalhar muito em prol do povo sul-mato-grossense" defende. 

Em relação aos seus mandatos anteriores, André pretende retornar alguns de seus projetos desenvolvidos que trouxeram resultados ao Estado. "Os programas bons que nós tivemos, como o desfavelamento, construção de casas, desenvolvimento, Vale Renda, Vale Universidade, prêmios nas escolas, uniformes, kits, incentivo ao turismo, segurança pública serão continuados e acrescidos a esses, as prioridades do momento que cada município nos disser" pontuou. 

O presidente regional do MDB e candidato a deputado estadual, Junior Mochi, defende a origem do partido e garante que André está pronto para assumir o cargo mais uma vez. "O MDB sempre foi um partido de raiz, tradicional, grande e é natural que um partido passe por altos e baixos, mas hoje será uma grande convenção, esperamos todos os cantos de MS, amigos e companheiros para clamar o nosso candidato André Puccinelle" expressa. 

Mochi informou que foi uma escolha do partido não lançar nome para concorrer ao senado e ficará a critério dos candidatos a escolha de apoio. "Não lançamos nenhum nome ao senado porque nosso foco é André, estamos deixando para nossos filiados e pré-candidatos estaduais a liberdade da escolha dentre os candidatos a senador colocados ai a disposição da sociedade" esclarece.

A possibilidade de um segundo turno não intimida Puccinelli, ele garante que independente de como seja continuará levantando sua bandeira para o bem do Estado. "Eu acho que vai ter segundo turno e nós, com quem estivermos, continuaremos respeitando o adversário, porque no primeiro turno serão sete ou oito, no segundo turno seremos nós e mais alguém. Seja quem for continuaremos a apresentar nosso programa de trabalho para o bem do sul-mato-grossense" conclui.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Novo abre abaixo assinado contra reajuste nos salários de ministros
Política
Estado empossou 108 servidores
Política
André registra plano de governo
Política
Senado aprova campanha de combate à violência contra a mulher
Política
Senado aprova redução da idade mínima para realização de laqueadura
Política
Bolsonaro declara ao TSE patrimônio de R$ 2,31 milhões
Política
PSD terá mais três partidos coligados
Política
Bolsonaro registra oficialmente sua candidatura à presidência no TSE
Política
Rose ouve demanda e dificuldades enfrentadas por paratletas da Capital
Política
Ações sociais tiraram MS da crise

Mais Lidas

Brasil
Jovem é morto com facada na cabeça em terreno baldio; assista
Geral
Carro explode durante abastecimento e amputa pernas de frentista
Geral
Com a filha de 12 anos intubada no HU, pai pede doações de sangue na internet
Polícia
Mãe procura por filha de 14 anos que desapareceu há três dias no Nova Lima