Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2019
(67) 99647-9098
Política

Audiência debate entrada de animais em hospitais

O assunto é tema de projeto de lei de vereador que visa a visita de animais de estimação

25 junho 2019 - 09h50Rayani Santa Cruz, com informações da assessoria

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande realizam nesta terça-feira (25), às 14 horas, Audiência Pública para debater a liberação da entrada de animais de estimação em hospitais públicos para visitas a pacientes internados na capital. O assunto é tema do projeto de lei nº 9.326/19, de autoria do vereador Dr. Cury, proponente da audiência, o qual está em tramitação na Casa de Leis.

O debate está sendo convocado pela Comissão Permanente de Defesa, Bem-Estar e Direito dos Animais, composta pelos vereadores Veterinário Francisco (presidente), Dr. Cury (vice-presidente), Ayrton Araújo do PT, Fritz e Eduardo Romero.

O objetivo da Audiência é discutir a liberação de entrada de animais de estimação em hospitais, com o Conselho Regional de Medicina do Estado de Mato Grosso do Sul (CRM-MS), Conselho Regional de Medicina Veterinária do Mato Grosso do Sul (CRMV-MS), Secretaria Municipal de Saúde (SESAU), Vigilância Sanitária, Diretores de hospitais, Sociedade de Psiquiatria de MS, Profissionais da área de saúde mental, estudantes e acadêmicos, protetores de animais e ONGs.

“É estudada e comprovada a influência positiva que os animais têm na saúde humana. Além de serem excelentes companhias, os animais fazem bem à saúde e são verdadeiros protetores e cuidadores. Essa proposta já é realidade em alguns hospitais do Brasil, como o Albert Einstein, em São Paulo e, recentemente foi aprovada pela Assembleia Legislativa do nosso estado. Acredito que a possibilidade do animal de estimação visitar seu dono no momento de uma enfermidade poderá sim, ajudar na recuperação”, afirmou Dr. Cury.

Sobre a proposta

O Projeto de Lei visa autorizar o Poder Executivo a permitir a entrada de animais de estimação em hospitais públicos para visitas a pacientes internados. O animal deverá estar com a vacinação em dia e higienizado, devendo o responsável comprovar, por meio de laudo veterinário, a boa condição de saúde do animal. A entrada dependerá de autorização da comissão de infectologia do hospital, e, solicitação e autorização do médico responsável pelo paciente, não sendo permitida a entrada nos setores de isolamento, de quimioterapia, de transplante, de assistência a pacientes vítimas de queimaduras, central de material e esterilização, de unidade de tratamento intensivo – UTI, áreas de preparo de medicamentos, farmácia hospitalar e áreas de manipulação, processamento, preparação e armazenamento de alimentos. Os hospitais serão responsáveis por criarem normas e procedimentos próprios para organizar o tempo e o local de permanência dos animais para visitação.

Serviço – A Audiência Pública será realizada nesta terça-feira (25), às 14 horas, no Plenário Oliva Enciso, na sede da Casa de Leis, localizada na Avenida Ricardo Brandão, nº 1.600, Bairro Jatiúka Park.
  

1/4 colchões

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
"Governo não vai criar novos impostos", diz Bolsonaro
Política
Câmara define comissão para atuar durante o recesso
Política
Delegado da PF assume presidência da Funai, com apoio de ruralistas
Política
Tucanos discutirão estratégias para 2020 neste sábado
Política
Marun fala sobre “overdose de política” e André no governo
Política
“Aviação é pauta prioritária e MS está incluso”, diz secretário nacional
Política
Após pedido de Marquinhos, ministro investe na saúde da capital
Política
Câmara e Assembleia divulgam balanço do primeiro semestre
Política
Fábio solicita inclusão do exame de câncer colorretal no SUS
Política
Suspeito de tentar roubar fio de energia, é encontrado morto

Mais Lidas

Justiça
Rigo entra com recurso baseado em decisão de Toffoli
Geral
Jovem perde perna em acidente e pede ajuda em "Vaquinha Solidária"
Geral
Quatro capivaras amanhecem mortas próximo ao shopping
Polícia
Incêndio criminoso deixa pelo menos 16 mortos