Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Governo dengue 03 - tarde demais
Política

Câmara aprova plano de carreira aos profissionais da Saúde

Projetos contemplam trabalhadores da enfermagem, medicina e odontologia e Vigilância Sanitária

26 março 2020 - 16h16Flávio Veras

A Câmara Municipal de Campo Grande aprovou nesta quinta-feira (26) Projeto de Lei Complementar (PLC) que organiza as carreiras dos profissionais da enfermagem, medicina e odontologia e da Vigilância  Sanitária. Os PLs são de autoria da Prefeitura da capital. 

Segundo a Câmara, o objetivo dos planos é valorização dos servidores que integram essas carreiras, assegurando equidade de oportunidades para qualificação profissional e evolução funcional. 

Para todas as propostas, constam dados sobre quantidade de cargos efetivos, tabela de vencimentos, atribuições dos cargos, promoções vertical e horizontal. Há regras e limites para movimentação vertical na carreira. A prefeitura ainda estabeleceu prazos para implementação das novas regras constantes na lei, quanto a reposicionamento de classes. As propostas aprovadas ainda precisam ser sancionadas pelo Executivo. 

Já o Projeto de Lei Complementar 674/20 prevê 400 vagas para enfermeiros e 1,2 mil para técnicos de enfermagem, além de dispor sobre as regras dos concursos públicos para os profissionais. O enfermeiro ingressa na terceira classe, em que exige graduação, com título de bacharel em enfermagem, com salário de R$ 3.342,15, podendo chegar ao máximo de R$ 9.205,10 na classe especial, para aqueles que tiverem título de mestrado ou doutorado, e também atingirem o nível máximo da promoção horizontal, baseada em critério de antiguidade. Para o técnico, com ensino médio e curso profissionalizante, o salário inicial é de R$ 1.612,82.

O Executivo encaminhou emenda ao Projeto da Enfermagem prorrogando os prazos, previstos no artigo 42, para reposicionamento das classes com base nas qualificações profissionais, considerando a possibilidade de não haver recuperação econômica conforme o esperado. Com isso, o prazo previsto passa de 2022 para 2023, em relação a avanços na carreira. Nos demais planos aprovados consta a protelação de prazo e a emenda teve objetivo de equiparar as regras, considerando a situação financeira do Município.

 

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Paulo Corrêa se recupera do coronavírus e retoma atividades na Assembleia
Política
PL exige formas alternativas de educação à alunos do ensino médio
Política
Hidroxicloroquina é tema de debate na Câmara
Política
Michelle Bolsonaro testa negativo para Covid-19
Política
Simone e Nelsinho avaliam como positiva escolha do novo ministro da Educação
Política
Movimento protesta contra Bolsonaro na Afonso Pena
Política
Alunos podem ter aferição de temperatura obrigatória na volta às aulas
Política
“Estou bem melhor”, diz Paulo Corrêa
Política
Na assembleia, Coronel David lamenta morte de PM
Política
Assembleia aprova estado de calamidade em Bodoquena, Bela Vista e Terenos

Mais Lidas

Política
Paulo Corrêa se recupera do coronavírus e retoma atividades na Assembleia
Geral
Carnaval no Rio pode acontecer só em junho
Saúde
Primeira no mundo? Rússia está concluindo vacina contra o coronavírus
Geral
Governo amplia prazo de redução de jornada e suspensões de contratos