Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Sebrae/mulher
Política

Celina Jallad será a primeira mulher conselheira no TCE

23 novembro 2010 - 16h46
O projeto de decreto legislativo indicando a deputada estadual Celina Jallad (PMDB) para assumir vaga de conselheira do TCE/MS (Tribunal de Contas do Estado) foi aprovado nesta terça-feira e ela será a primeira mulher a ocupar o cargo em Mato Grosso do Sul. A aprovação foi por unanimidade. Ela preencherá a vaga deixada pelo conselheiro Osmar Dutra, que obteve aposentadoria por completar 70 anos. Projeto da Mesa Diretora apresentado nesta quinta-feira e assinado por todos os deputados estaduais indica a deputada Celina Jallad (PMDB) para preencher a vaga de conselheira do TCE (Tribunal de Contas do Estado). Certa da indicação ao TCE, um compromisso assumido pelo governador André Puccinelli, Celina sequer concorreu à reeleição na Assembleia Legislativa. Ela tem 16 anos de atuação como deputada estadual, já foi presidente da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) e vice-presidente da Mesa Diretora. Fonte: CG News
CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Presidente da Câmara dos Deputados afirma que PEC da Guerra não será prorrogada
Política
FETEMS fará debate
Política
Confira a agenda dos candidatos nos bairros da capital nesta sexta
Política
AO VIVO: O que Cris Duarte quer fazer por Campo Grande?
Política
Vídeo: Bolsonaro visita Pazuello, um dia após diagnóstico de covid
Política
Pesquisa mostra terceira via em Corumbá
Política
VÍDEO: Candidato a vereador em MS é assaltado durante live
Política
Eleições 2020: Marquinhos fará entrevista ao vivo no JD1 às 17h
Política
Senador flagrado com dinheiro nas nádegas pede licença por 90 dias
Política
AO VIVO: O que Guto Scarpanti quer fazer por Campo Grande?

Mais Lidas

Justiça
Fachin julgará recurso de Reinaldo no STF
Cidade
Prefeitura entrega prêmios do 5º sorteio da Nota Premiada
Justiça
Candidato do PSL terá que pagar multa e retirar vídeo do ar
Política
Presidente da Câmara dos Deputados afirma que PEC da Guerra não será prorrogada