Menu
Busca quinta, 13 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Política

CPI da Energisa deve retomar investigações em setembro

Colegiado aguarda o retorno das atividades presenciais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

07 julho 2020 - 14h20Sarah Chaves, com informações da assessoria

Para dar continuidade aos trabalhos realizados da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), o colegiada aguarda o retorno das atividades presenciais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (Alems).

Para evitar contágios por coronavírus, a Mesa Diretora da Alems suspendeu as reuniões presenciais da CPI da Energisa até o dia 31 de agosto.

A CPI foi instaurada para investigar possíveis erros na medição dos relógios da concessionária de energia elétrica no Estado, Energisa,  que estariam causando aumentos abusivos e sucessivos nas faturas de energia, conforme denunciaram milhares de consumidores na Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul (Procon-MS).

O presidente da CPI, deputado estadual Felipe Orro (PSDB), e o relator, deputado Capitão Contar, estiveram reunidosna segunda-feira (6), para planejar novas estratégias para a retomada das investigações.

A CPI também aguarda decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) sobre recurso interposto para garantir a aferição dos 200 relógios medidores no laboratório de engenharia da Universidade de São Paulo (USP), de São Carlos. Por decisão monocrática, a inspeção foi suspensa. “Estamos aguardando essa manifestação para que o julgamento seja marcado e, enfim, possamos saber que caminho será tomado na realização da perícia destes 200 relógios. Precisamos desta prova técnica para direcionar as investigações”, informou o presidente da CPI, Felipe Orro.

A CPI da Energisa foi intimada no mês de maio sobre a liminar em mandado de segurança que suspendeu a perícia de 200 medidores de consumo na USP de São Carlos. A concessionária alegou que o laboratório da Universidade não teria acreditação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para realizar o trabalho de aferição.

Ainda em maio, foram impetrados dois recursos pela Mesa Diretora da Casa de Leis, visando manter a perícia dos 200 relógios medidores na USP. Em um dos recursos, encaminhado ao presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paschoal Carmello Leandro, foi solicitada a suspensão da liminar para dar prosseguimento à perícia nos medidores.

 

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Assembleia reconhece calamidade pública em Dois Irmãos do Buriti
Política
Bico seco: “Vai aliviar o fígado”, brinca Marquinhos
Política
Prefeitura republica decreto e antecipa “bico seco” para amanhã
Política
Decretado: “bico seco” começa a valer a partir de quinta na capital
Política
Marquinhos sanciona Lei que define serviços como atividades essenciais
Política
Capital: Câmara aprova prorrogação do Refis para setembro
Política
Assembleia aprova adicional a contratados do Sistema Penitenciário
Política
Vereadores da capital votam cinco Projetos nessa terça
Política
Coronel David solicita testes em massa à agentes da Segurança Pública
Política
Dourados tem nova troca de secretário de Saúde

Mais Lidas

Polícia
Negociação com homem que tenta suicídio, dura mais de 11 horas
Polícia
AO VIVO - Homem tenta se matar no Cophavilla
Geral
Bolsonaro corta 60% da verba destinada à Rede Globo
Polícia
Agora: Homem faz família de refém e fala em suicídio