Menu
Busca domingo, 29 de março de 2020
(67) 99647-9098
TJMS topo
Política

CPI da Energisa ouvirá primeiro depoimento nesta quarta-feira

A reunião será em sigilo para parlamentares e advogados autorizados

11 fevereiro 2020 - 09h38Sarah Chaves, com informações da assessoria

O primeiro depoimento sobre as possíveis irregularidades nas contas de energia elétrica no Estado fornecida pela Energisa, será coletado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), nesta quarta-feira (12), em uma reunião sigilosa de advogados, parlamentares e assessores autorizados na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS).

O relator da Comissão, deputado Capitão Contar (PSL), apresentou o plano de trabalho e um calendário para as atividades do grupo. “Na próxima semana, teremos a oitiva (ouvir testemunhas) e a previsão é de que o encerramento dos trabalhos seja no dia 25 de abril, quando termina o prazo dos 120 dias de funcionamento da CPI”, explicou.

De acordo com o Regimento Interno da Casa de Leis, o prazo pode ser prorrogado até a metade daquele fixado no requerimento que solicitou a criação da Comissão. A prorrogação depende da deliberação do Plenário.

Os deputados apresentaram requerimentos, entre eles um pedido de perícia técnica por amostragem na rede distribuição de energia elétrica de Dourados. “Estamos sugerindo Dourados, pois não dá para fazer isso no Estado todo e, do ponto de vista técnico da realização de perícias, temos um corpo técnico altamente especializado nas universidades Estadual e Federal de Mato Grosso do Sul. Também há uma defensora pública muito ativa no que concerne aos direitos dos consumidores, com bom conhecimento dessa área”, justificou o requerente, deputado Barbosinha (DEM), vice-presidente da Comissão.

NA reunião para definir o calendário da CPI, os parlamentares receberam moções de apoio enviadas pelas câmaras de vereadores dos municípios de Batayporã e Paranaíba.  A reunião contou ainda com a participação do conselheiro estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MS) Roberto Cunha. “A OAB sempre cumpriu um papel de relevante interesse social junto à sociedade e não poderia ser diferente a participação efetiva da Ordem nesse momento que a CPI busca investigar fatos relevantes para toda a comunidade sul-mato-grossense”, destacou o representante.

Os integrantes do grupo também discutiram sobre solicitação, à Mesa Diretora da ALEMS, para contratar peritos na área de energia elétrica. “Têm técnicos em eletricidade e engenheiros elétricos que virão. Vamos solicitar à presidência essa estrutura. É uma CPI da Assembleia Legislativa e, a Casa disponibilizando essa estrutura, a CPI vai chegar a um resultado importante para a sociedade”, afirmou o deputado Felipe Orro (PSDB), presidente da Comissão.

 

Assembleia - Mais ALEMS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Deputado Barbosinha pede suspensão de cobrança no pedágio da BR-163
Política
Marquinhos decreta barreira sanitária no aeroporto da capital
Polícia
Gerente de motel é preso por filmar clientes durante intimidades
Política
David defende que "o Estado não pode parar", em ações contra o coronavírus
Política
MP de combate ao coronavírus poderá ter R$ 2 bi do fundo eleitoral
Política
Empresários realizarão carreata pelo reabrir do comércio na capital
Política
Maia defende ajuda de custo de R$ 500 à autônomos e desempregados
Política
Câmara aprova plano de carreira aos profissionais da Saúde
Política
Coronavírus - Câmara retira mesas e cadeiras são distanciadas entre vereadores
Política
Senado aprova PL sobre exportação de produtos de combate ao Covid-19

Mais Lidas

Geral
Queimadas aumentam 133% em março deste ano
Saúde
Receitas de medicamentos da Casa de Saúde são prorrogados por mais 3 meses
Agronegócio
Calendário de vacinação e plano de ação contra aftosa serão mantidos em MS
Polícia
Adolescente se irrita e esfaqueia o tio após buzinada no portão