Menu
Busca segunda, 01 de março de 2021
(67) 99647-9098
Governo - campanha estado que cresce - Topo
Política

Dilma sobre convite de Doria para se Vacinar: "É inaceitável furar a fila"

A ex-presidente escreveu uma carta aberta expondo os motivos da recusa

21 janeiro 2021 - 18h36Matheus Rondon

A ex-presidente Dilma Rousseff recusou nesta quinta-feira 21 o convite do governador de São Paulo, João Doria, para ser vacinada com a Coronavac em Porto Alegre no próximo dia 25. Ela alegou razões “éticas e de justiça”. Dilma também rendeu homenagens ao Sistema ùnico de Saúde, ao Instituto Butantan, à Fiocruz e ao governo da China, “que proporcionou a parceria entre o estado São Paulo/Butantan e o laboratório Sinovac para a importação e a fabricação das vacinas em nosso País.", disse.

Leia na íntegra:

"Recebi o convite do governador de São Paulo para ser vacinada com a Coronavac no dia 25 de janeiro, em Porto Alegre. Agradeço, mas diante das circunstâncias tenho o dever de recusar a oferta, por razões éticas e de justiça. O Plano Nacional de Vacinação deve ser respeitado e, se é certo que a vacinação já começou, não há montante de vacinas disponível para que eu, agora, seja beneficiada. É inaceitável “furar a fila”, que deve ser estritamente respeitada por todos os brasileiros.

Neste momento, considero imprescíndivel que sejam atendidos, de acordo com o Plano, primeiramente os trabalhadores da área da saúde que estão na linha de frente da luta contra a Covid19, além dos idosos que vivem em asilos e o grupo de idosos brasileiros mais expostos ao risco de adoecer gravemente ou morrer. Aguardarei pacientemente a minha vez e quero adiantar que já estou com o braço estendido para receber a Coronavac.

Faço questão de prestar tributo à contribuição do SUS, do Butantan e da Fiocruz, que são tão importantes e estratégicos para a saúde pública no Brasil e para o desenvolvimento das vacinas. Denuncio todos aqueles que, ao longo dos últimos anos, tentaram destruí-los, seja por restrição de recursos orçamentários, seja por visão preconceituosa, como ficou claro na saída dos médicos cubanos, seja por defender propostas privatistas.

Enalteço o trabalho dedicado dos epidemiologistas, biólogos, infectologistas, pesquisadores e servidores do sistema SUS, em especial da Fiocruz e do Butantan, cuja qualidade é reconhecida internacionalmente. Estendo estas homenagens e agradecimentos a todos os que se dedicam a combater esta pandemia que, por desleixo e desuminadade do governo federal, já roubou a vida de mais de 210 mil pessoas e está matando brasileiros até mesmo por falta de oxigênio. Por fim, reconheço e saúdo a solidariedade e a atitude humanitária do governo chinês, que proporcionou a parceria entre o Estado São Paulo/Butantan e o laboratório Sinovac para a importação e a fabricação das vacinas em nosso país. É uma vitória da cooperação entre os povos e da ciência e uma derrota do negacionismo."
, disse a petista.

Peniel - amigos da pizza

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Pedrossian Neto, assume diretoria em entidade nacional
Política
Governo lançará programa ‘MEI Caminhoneiro’
Política
Bolsonaro sanciona lei que estabelece autonomia do Banco Central
Política
Assembleia aprova calamidade pública em Rio Brilhante, Ivinhema e Naviraí
Política
Senado aprova projeto que facilita compra de vacinas pelo setor privado
Política
MS poderá ter Campanha de Prevenção ao Desaparecimento de Crianças
Polícia
Vídeo: Nervoso, jovem encontra cascavel em casa e aciona polícia
Política
Bolsonaro e Pazuello vão ao Acre entregar 21,9 mil doses de vacinas
Política
Bolsonaro diz que comitiva irá a Israel buscar spray contra covid
Política
O desafio de Eduardo Riedel

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio