Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
TJMS agosto/20
Política

Evitar Irã nuclear é primeiro desafio, diz Netanyahu em discurso da vitória

23 janeiro 2013 - 07h45Baz Ratner/Reuters

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, já falou como vitorioso nesta terça-feira (22), após pesquisas de opinião confirmarem que sua coalizão de direita conseguiu nas urnas uma estreita maioria no Parlamento. "O governo que formarmos será baseado em três principais princípios. O primeiro é força militar compatível com os grandes desafios que enfrentamos. O primeiro desafio era e permanece evitar que o Irã obtenha armas nucleares", disse ele.

O premiê já havia escrito no site de seu partido, o Likud, que "segundo a boca de urna, está claro que os israelenses decidiram que querem que eu continue a servir como primeiro-ministro, e que eu forme um governo o mais amplo possível."

Apesar da vitória do Likud, as pesquisas mostram um crescimento dos centristas do partido laico Yesh Atid e um quadro que mostra o enfraquecimento do premiê.

Segundo a TV pública, a lista Likud-Israel Beiteinu teve 31 dos 120 assentos do Parlamento - 11 a menos do que na legislatura anterior. Ele poderá se aliar com outros partidos de direita, chegando a 61 ou 62 deputados, contra 58 ou 59 da centro-esquerda.

O Yesh Atid vira o segundo partido, com 18 ou 19 deputados, à frente do Partido Trabalhista, que teve 17.

Os partidos ultraortodoxos Shas e Judaísmo Unido da Torá tiveram 12 e 6 cadeiras. O centrista Hatnuá, da ex-chanceler Tzipi Livni, teve 7, assim como o esquerdista Meretz. Os principais partidos árabe-israelenses tiveram 9 cadeiras.

Netanyahu governará pelo terceiro mandato, após antecipar as eleições acreditando na sua força política. Após uma campanha apática, o comparecimento às urnas, num dia ensolarado, foi o maior desde 2003, segundo as projeções iniciais. Esse fator animou os partidos de centro-esquerda, que depositavam suas esperanças em mobilizar uma multidão de indecisos contra Netanyahu e seus aliados nacionalistas e religiosos.

O partido centrista Yesh Atid (Há um Futuro), liderado pelo ex-apresentador de TV Yair Lapid, ficou em segundo lugar, com 18 ou 19 cadeiras, segundo as pesquisas - um resultado expressivo para um novato na política.

Lapid teve bastante apoio do eleitorado laico de classe média, ao prometer resolver a crescente escassez de moradias, abolir a dispensa de seminaristas judeus do serviço militar e iniciar uma reforma do sistema educacional.

O outrora dominante Partido Trabalhista, comandado por Shelly Yachimovich, deve ficar em terceiro lugar, com 17 cadeiras.

Antes da votação, várias pesquisas anteviam uma vitória tranquila para Netanyahu, embora a rodada final de levantamentos, na sexta-feira, apontasse um encolhimento da bancada do Likud-Beitenu e um crescimento do novo partido ultradireitista Bait Yehudi (Lar Judaico), que é contra a criação do Estado palestino e propõe anexar partes da Cisjordânia. O Bait Yehudi deve eleger 12 deputados.

Os resultados completos são esperados para esta manhã, e os oficiais devem ser anunciados em 30 de janeiro. Depois disso, o presidente Shimon Peres deve convidar Netanyahu, como líder da maior bancada, a tentar formar um governo.

O ex-militar tradicionalmente forma alianças com partidos religiosos e conservadores. Desta vez, seu principal parceiro deve ser o milionário Naftali Bennett, fundador do Bait Yehudi.

Durante a campanha, Netanyahu enfatizou repetidamente a necessidade de conter o programa nuclear iraniano, deixando em segundo plano a perspectiva de retomada do processo de paz com os palestinos, abandonado desde 2010.

Via G1

Senar - agosto2020

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
“Muita Tristeza, parece que caiu uma bomba atômica”, diz Nelsinho no Líbano
Política
Datafolha mostra melhora da avaliação de Bolsonaro
Política
Vereadores aprovam criação do Mapa da Violência na capital
Política
Assembleia reconhece calamidade pública em Dois Irmãos do Buriti
Política
Bico seco: “Vai aliviar o fígado”, brinca Marquinhos
Política
Prefeitura republica decreto e antecipa “bico seco” para amanhã
Política
Decretado: “bico seco” começa a valer a partir de quinta na capital
Política
Marquinhos sanciona Lei que define serviços como atividades essenciais
Política
Capital: Câmara aprova prorrogação do Refis para setembro
Política
Assembleia aprova adicional a contratados do Sistema Penitenciário

Mais Lidas

Esportes
Vexame histórico: Bayern “enfia” 8 no Barça na Champions
Brasil
Vídeo: Casal aparece fazendo sexo em reunião virtual de vereadores
Polícia
Sumiu! Polícia procura suspeito de matar moto entregador
Geral
Vídeo: Tempestade de areia deixa céu vermelho