Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Governo - Feminicidio
Política

Gaza retoma atividades após oito dias de bombardeios

22 novembro 2012 - 11h11AFP

A Faixa de Gaza vai recuperando pouco a pouco nesta quinta-feira (22), suas atividades cotidianas e seus habitantes já saem às ruas após o cessar-fogo que entrou em vigor na noite de ontem, após oito dias de intensos bombardeios israelenses, que deixaram 162 mortos e 1,3 mil feridos. O comércio da maior cidade abriu hoje, e só permaneciam fechadas nesta manhã as lojas que ficaram abertas até altas horas da noite, quando as ruas da cidade se encheram de moradores comemorando a trégua acertada entre Hamas e Israel.

Além disso, os soldados da polícia do Hamas voltaram às ruas, assim como homens armados e uniformizados de outros corpos de segurança vinculados ao movimento islamita alocados em várias esquinas. De tempos em tempos, vans com insígnias do Hamas circulam pela cidade e divulgam em alto-falantes mensagens nacionalistas e de vitória pelo final da ofensiva israelense com uma trégua que impediu uma incursão por terra na faixa palestina.

Apesar dos ânimos triunfalistas, também podem ser vistas cenas de destruição, com vários edifícios atingidos, janelas quebradas e escombros deixados pelos ataques aéreos que vários operários estão limpando. As escavadeiras e os carrinhos de mão em que se acumulam os escombros e entulhos interrompem em vários casos o trânsito que retornou à Cidade de Gaza, com os frequentes engarrafamentos, pela primeira vez em mais de uma semana.

Outro sinal visível do retorno à normalidade é que várias crianças percorrem as ruas de bicicleta, algo impensável há menos de 24 horas na capital, quando seus habitantes se refugiavam como podia dos bombardeios, uns 1,8 mil em uma escola administrada pela UNRWA, a agência da ONU para os refugiados palestinos.

Na cidade de Gaza não se ouvia hoje o constante sobrevoar de aviões israelenses não tripulados, permanente sobre a faixa desde que começou a ofensiva israelense "Pilar Defensivo" em 15 de novembro. Antes da trégua entrar em vigor ontem à noite, Israel bombardeou com intensidade a Faixa e as milícias lançaram também ao redor de uma dezena de foguetes contra território israelense.

Nesta última escalada de violência, o balanço de vítimas mortas é de 162 palestinos e cinco israelenses e, de feridos, 1,3 mil palestinos e 50 israelenses.

Via Estadão

Vai di Vinho

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Nova pesquisa mostra, liderança apertada de Bolsonaro em MS
Política
Ida para novo partido está "bastante avançada", diz Bolsonaro
Política
Governo entrega cobertores a famílias campo-grandenses
Política
Bolsonaro tem 'dever cívico' de mostrar prova de fraude na eleição, diz Barroso
Política
Membros da CPI da Energisa se reúnem hoje para definir os "próximos passos"
Política
Senadores suspendem sessão da CPI da Pandemia desta quinta
Política
"Mais social" investirá R$ 182 mi por ano, diz Sérgio Murilo
Política
Diretora de hospital de MS assume secretaria anti-Covid em Brasília
Política
Paulo Corrêa pede prioridade para jornalistas na vacinação contra covid-19
Política
Bolsonaro pede acesso a celular de advogados de Adélio

Mais Lidas

Polícia
Mulher é levada para dentro da mata por bandidos e morta com tiro na cabeça
Polícia
Casal briga e vizinho tenta intervir mas passa mal e morre
Saúde
Jovem de 17 anos, sem comorbidades, está entre as 38 vítimas da covid em 24h
Saúde
Lote com 97.500 doses de vacina contra covid chegam hoje a MS