Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
TJMS Dezembro-19
Política

Graduação em saúde EAD pode ser proibida em MS

De acordo com o projeto do deputado estadual Dr. Paulo Siufi, a grade de disciplinas específicas não pode ultrapassar 20% da carga horária total do curso

12 dezembro 2018 - 12h00Da redação


Cursos de graduação na área da saúde na modalidade de Ensino a Distância (EAD) que ultrapassem 20% carga horária total do curso e que tenham disciplinas específicas a distância podem ser proibidas em Mato Grosso do Sul. Isso, porque o projeto de lei 119/2018 do deputado Dr. Paulo Siufi (MDB), foi tramitado, aprovado pela Assembleia e agora segue para ser sancionado ou vetado pelo governador Reinaldo Azambuja.

A leitura da redação final foi realizada nesta quarta-feira (12), durante a sessão ordinária e aprovada em votação simbólica.

O projeto de lei proíbe o funcionamento dos cursos de graduação da área de saúde, na modalidade de Ensino a Distância (EAD), desde que esta oferta não ultrapasse 20% da carga horária total do curso, e que estas disciplinas não contemplem as matérias formadoras de competências e habilidades técnicas específicas de cada graduação. 

Para Siufi, profissionais da área da saúde não podem se formar sem ter contato com pacientes e equipamentos de saúde.

“Esse projeto é de fundamental importância para a saúde da população, pois é inadmissível o profissional ser formado na área da saúde e não ter contato com o paciente.  Mato Grosso do Sul sai na frente como o 1º estado a proibir”, afirmou Dr. Paulo Siufi.

O deputado que é médico pediatra tem o apoio dos Conselhos Regionais de Biologia, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Fonoadiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Serviço Social, Biomedicina e Radiologia do Estado de Mato Grosso do Sul, que se posicionaram contrários aos cursos de graduação de carga horária exclusiva na modalidade EAD.

Com a aprovação da proposta a fiscalização  para saber se a lei será cumprida no estado ficará na responsabilidade do Conselho Estadual de Educação.

Em agosto deste ano a lei que proíbe  a formação profissional em cursos de nível médio e técnico da Saúde, na modalidade Ensino à Distância (EAD), com carga horária exclusivamente à distância, também de autoria do deputado foi sancionada  pelo governador em Mato Grosso do Sul. 

 

PMCG - Cidade do Natal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Emenda de Coronel David é aprovada e garante aposentadoria de militares
Política
Carlão entrega Moção aos empresários da “Raça Humirdi”
Política
Barbosinha define liderança do atual governo como 'ponte para diálogo'
Política
Aprovado no Senado, pacote anticrime segue para sanção presidencial
Política
Fábio se posiciona contra o uso de recursos públicos pelos partidos
Política
Joice Hasselmann deverá ser a nova líder do PSL na Câmara
Política
Diagnóstico de daltonismo poderá ser feito em escolas da Reme
Política
Beto Pereira é o novo líder do PSDB na Câmara Federal
Política
Senado: CCJ aprova anticrime e prisão em segunda instância
Política
“Aprovado” nas redes sociais, fundo eleitoral ainda não foi a plenário

Mais Lidas

Geral
Pintor fica pendurado no 17º andar de prédio central
Cidade
Familiares continuam as buscas por pedreiro desaparecido no domingo
Cidade
No bairro do Sossego, moradora fica sem energia há uma semana
Geral
Durante inauguração, Azambuja destaca política de incentivo à energia limpa