Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Senar 18 10 21
Política

Israel continua bombardeios em Gaza; mortos já passam de 80

19 novembro 2012 - 10h31Mahmud Hams - 18.nov.2012/AFP

Mais de dez pessoas foram mortas e setenta ficaram feridas por bombardeios israelenses em Gaza na madrugada desta segunda-feira, o que eleva para ao menos 83 o número de mortos e para mais de 700 o de feridos na faixa de Gaza desde que Israel iniciou na última quarta-feira sua operação "Pilar Defensivo".

Israel atacou diversos alvos no norte e sul de Gaza ao longo da noite, entre eles duas delegacias da polícia do Hamas, e provocou a morte pelo menos 12 pessoas, informou a agência de notícias palestina Maan, que cita dados do Ministério da Saúde do Hamas em Gaza.

O Exército israelense confirmou em comunicado ter atacado ao redor de 80 "lugares terroristas" durante a noite, incluindo vários locais de lançamento de foguete, túneis usados pelas milícias, bases de treinamento destas e "várias unidades terroristas que se preparavam para disparar foguetes contra Israel".

Na cidade de Gaza foram escutados vários bombardeios noturnos, embora menos que nas noites anteriores, e o barulho constante dos aviões não tripulados israelenses sobre o enclave palestino.

Segundo testemunhas, a aviação israelense atacou propriedades de milicianos do Hamas de alta categoria na cidade de Khan Yunes, no sul de Gaza, e no campo de refugiados de Al Bureij, em Gaza capital, assim como diferentes alvos no norte do território.

Também houve bombardeios sobre Rafah, na fronteira com o Egito, nos quais morreram pelo menos três pessoas.

Segundo os últimos números divulgados pelo porta-voz do Ministério da Saúde do Hamas, metade dos mortos e 70% dos feridos desde quarta-feira passada são civis.

O primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, afirmou ontem (18) que Israel esta preparado para "estender significativamente" suas operações, referindo-se a um cada vez mais iminente risco de uma ofensiva terrestre.

Israel mobilizou milhares de reservistas e deslocou blindados de transportes de tropas, bulldozers e tanques na fronteira para a faixa de Gaza.

A ofensiva do último domingo motivou declarações do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para a necessidade de um cessar-fogo imediato ao conflito.

"Isto deve parar", afirmou Ban em comunicado no qual manifestou sua tristeza pela morte de 9 membros de uma família em Gaza --incluindo cinco crianças-- e sua condenação pelo lançamento de mais foguetes contra Israel.

"Peço que as partes cooperem com todos os esforços liderados pelo Egito para alcançar um cessar-fogo imediato", acrescentou.

Ban indicou que qualquer escalada da violência "aumentará inevitavelmente o sofrimento de civis".

O responsável da ONU disse que visitará a região durante esta semana "para apelar pessoalmente para o fim da violência e contribuir com os esforços já iniciados".

A onda de ataques aéreos entre ambos os lados entrou no quinto dia neste domingo, um dos mais violentos desde a recente escalada de violência na região. Ao menos 26 palestinos morreram, segundo a agência de notícias France Presse.

Via Folha

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Acesso livre à internet em órgãos públicos municipais agora é lei
Política
Bolsonaro diz ter “total confiança” em Guedes e afirma que o ministro irá continuar
Política
Saúde e segurança da Capital prontos para possível vendaval
Política
Pesquisa mostra intenção de votos e rejeição para eleição suplementar em Bandeirantes
Política
Simone e Fábio recebem prêmio em Brasília
Política
Quebra do teto de gastos faz equipe de Paulo Guedes se demitir
Política
Projeto destina 10% de vagas no Sine para mulher vítima de violência
Política
Ministro anuncia novo Bolsa Família de R$ 400 a partir do próximo mês
Política
Veja a lista dos indiciados pela CPI da Pandemia
Política
MS terá CNH social

Mais Lidas

Clima
Áudio: Atenção - tabela do Inmet é real, não é fake
Clima
Vídeo: Força-tarefa está pronta para novo vendaval
Internacional
Alec Baldwin dispara com arma cenográfica e mata diretora de fotografia
Clima
Previsão de chuva com ventos assusta