Menu
Busca terça, 19 de março de 2019
(67) 99647-9098
Política

Marun quer evitar estelionato com a 'Delação Premiada'

15 maio 2011 - 09h30Arquivo

Após a denúncia de esquema para a aquisição da casa própria em Mato Grosso do Sul, ganhar proporções e surgirem varias denuncias de "gatos" envolvendo vendas de vagas em sorteios de casas populares, o secretario Carlos Marun, avisou que vai propor a campanha da “Delação Premiada”.

O fato surgiu em entrevisna na ultima sexta feira, Marun afirmou que vai mobilizar a população para denunciar qualquer pessoa que esteja participando de esquema na aquisição das casas da Agência de Habitação Popular de forma irregular. A pessoa que realizar a denúncia segundo o secretário terá preferência na conquista da sua casa.

O secretário disse ainda que a “Delação Premiada” foi uma idéia que ele teve nessa semana, e ele irá conversar com sua assessoria jurídica para verificar a legalidade dessa campanha. E havendo possibilidade jurídica, vai convocar o Conselho Estadual das Cidades e propor a inclusão deste item entre os critérios de seleção. “O Concidades define os critérios locais de seleção e tenho a convicção de que vai concordar com esta proposta”.

Se aprovada, a campanha será colocada em prática não só na Capital, mas em todo o Mato Grosso do Sul. A definição dos beneficiários fica a encargo de cada prefeitura. Apenas em Campo Grande e em Corumbá a Secretaria de Habitação atua nesta seleção. Caso, a Delação Premiada seja aprovada, a idéia dele é conversar com os municípios parceiros para que ela seja aplicada em todo o estado. Também será divulgada a forma de como proceder para fazer a denuncia.

Mesmo com o constante alerta, segundo ele, casos como este denunciado nos últimos dias são recorrentes. O secretário aponta que Celso Roberto Costa tem inúmeros processos e uma condenação devido a envolvimentos em outros golpes aplicados desde 2003 e que foram denunciados por ele.

Quanto ao caso atual, o secretário informou que está acompanhando os dois inquéritos, o do estelionato e o da extorsão, e que não viu motivos até agora para abrir inquérito administrativo na Agehab.

“Até aqui são as palavras de um estelionatário. Se houver fato novo, vamos também apurar. Não acredito em envolvimento de funcionários, até porque nenhuma casa foi entregue e nada sinaliza neste sentido. Mas se houver alguma laranja podre no nosso meio vamos expremê-la”.

Marun afirmou que a intenção é acabar com os golpes de vendas de casa e informou que a Delação Premiada valerá para casos futuros que leve a prisões em flagrante.

Candidatura 2012

Sobre a suspeita de que o fato seja uma armação política, Marun diz que “não acredita em estelionatário arrependido”. “Por que este Celso faria esta denúncia? Abriu mão até do seu emprego por nada? Tenho a convicção que tem alguém bancando tudo isto. Não estou acusando ninguém, nem mesmo membros de partidos adversários, até porque as armações políticas nem sempre são engendradas por adversários declarados”, cutuca Carlos Marun.

Para ele, o momento político é intenso, com encaminhamento de definições para candidaturas de 2012. “Estou acompanhando com atenção o processo de extorsão, pois tenho a esperança que de lá venha à certeza que me permita fazer acusações.”

“Vamos continuar trabalhando”. O trabalho na Secretaria de Habitação é referência nacional no setor. Em todos os municípios de MS há, segundo ele, conjuntos habitacionais entregues e/ou em execução. Campo Grande também é a única capital do país onde ninguém mora em área de risco. “Milhares de famílias vivem hoje em moradias dignas em função do nosso esforço. Não vamos deixar que esse trabalho venha a ser enxovalhado por bandidos”, finaliza.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Reinaldo promete apoio à reeleição de Marquinhos
Política
Governo entrega PDV a deputados
Política
Maia defende diálogo para aprovar reforma da Previdência
Política
Bolsonaro destaca potencial econômico do Brasil e quer ampliar parceria com EUA
Política
Turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão poderão entrar no Brasil sem visto
Cidade
Problemas da capital serão discutido em seminário no próximo sábado
Política
Maia diz que é viável aprovar reforma da Previdência no primeiro semestre
Política
Substituição da prisão preventiva por domiciliar para lactantes está na pauta do Plenário
Política
Nelsinho e Tereza Cristina vão aos EUA com Bolsonaro
Política
Políticos se reúnem para tratar da reforma da Previdência

Mais Lidas

Polícia
Orgia em motel vira caso de polícia
Polícia
Mistério: adolescentes desaparecem a caminho da escola
Polícia
Menina de dez anos se mata com arma do pai, em São Paulo
Polícia
Vídeo - Um morre e outro fica ferido em execução na fronteira