Menu
Busca quarta, 12 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Política

Obama anuncia medidas para endurecer controle de armas nos EUA

17 janeiro 2013 - 10h07Reuters

O presidente dos EUA, Barack Obama, anunciou nesta quarta-feira (16) um pacote de 23 medidas para endurecer o controle de armas e pediu ao Congresso mais medidas sobre o tema.

Entre as medidas aprovadas por Obama estão a proibição de comercializar armas de assalto, a exigência de atestado de antecedentes criminais para todos os compradores de armas, e o aumento da cobertura médica para problemas de saúde mental.

As medidas, que não precisam ser aprovadas pelo Congresso, foram anunciadas pelo presidente reeleito em resposta ao massacre na escola Sandy Hook, em Newtown, no estado de Connecticut, em dezembro, que resultou na morte de 20 crianças e 8 adultos, inclusive o atirador.

Entre essas ações estão a proibição das armas de assalto, uma medida para proibir cartuchos de munição de alta capacidade (para mais de dez balas) e balas perfurantes e um esforço para "fechar enormes lacunas no sistema de verificação de antecedentes no país", segundo a Casa Branca.

Obama fez o anúncio acompanhado de seu vice, Joe Biden, que, em um prazo de menos de um mês, comandou a força-tarefa encarregada de preparar recomendações.

Biden entregou seu pacote a Obama depois de uma série de reuniões com representantes das indústrias de armas e entretenimento.

A NRA, principal lobby pró-armas nos EUA, criticou as medidas.

Obama afirmou que o país "não pode mais adiar" o controle de armas, pois isso pode provocar mais mortes, e afirmou que as medidas anunciadas nesta quarta não eximem o Congresso de legislar sobre o tema.

"O Congresso deve agir. O Congresso deve agir rápido", disse Obama, que se comprometeu a usar toda a força política do cargo para aprovar as novas medidas.

"Estas são nossas crianças", disse Obama, enfatizando a necessidade de protegê-las.

"Deveríamos estar pensando em nossa responsabilidade de cuidar delas e de protegê-las de danos. Esta é a primeira tarefa como sociedade: nos assegurar de que nossas crianças estejam a salvo."

O discurso foi acompanhado por famílias de vítimas de Newtown e também por crianças que escreveram cartas ao presidente pedindo medidas contra as armas de fogo.

O vice-presidente Biden elogiou a coragem dos familiares das vítimas do massacre e de outros moradores por participarem do evento na Casa Branca.

Via G1

Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Câmara aprova projeto que institui Kit Merenda da Agricultura Familiar
Política
MDB se diz solidário a André
Política
Paulo Corrêa elogia trabalho e reafirma apoio à Polícia Civil em formatura
Política
Bolsonaro vem ao assentamento Santa Mônica na sexta-feira, às 10 horas
Política
Ministra se compromete a auxiliar em liberação de obra na capital durante visita na Câmara
Geral
Reinaldo pede orações por Cabo Almi, intubado com Covid-19
Política
Proposta cria incentivo financeiro para estudantes do ensino médio
Política
Covid: Com 70% dos pulmões comprometidos, Cabo Almi é intubado
Política
Bolsonaro indica Soraya para vice-liderança no Congresso Nacional
Política
Amaury Pinto Júnior no TST

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio