Menu
Busca quarta, 19 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Política

Paulo Duarte questiona investimento de recursos na saúde

29 maio 2011 - 05h50Assessoria

O deputado estadual, Paulo Duarte (PT), usou a tribuna da Assembléia Legislativa de Mato Grosso do Sul, na quarta-feira (25), para cobrar do governo a aplicação integral do percentual mínimo constitucional exigido para investimentos na área de saúde, que é de 12% sobre o total da receita líquida dos impostos estaduais (ICMS, IPVA, entre outros).

De acordo com Duarte, a aplicação dos recursos não ultrapassa 8,56%, sendo que o restante é destinado para o pagamento de dívidas do Estado. A cobrança do deputado foi realizada após a divulgação de novas denúncias de descaso com a saúde na Santa Casa de Campo Grande.

No final de 2010, o parlamentar solicitou por meio de requerimento, informações detalhadas sobre a falta de aplicação dos 12% nas ações e serviços públicos de saúde. Com base no Balanço 2009, o governo investiu R$ 618 milhões.

Porém, o detalhamento de aplicações mostra que pelo menos R$ 200 milhões foram destinados ao pagamento da dívida estadual e que foram contabilizados como investimentos na saúde.

Em resposta ao requerimento, a Secretaria de Saúde diz que “o pagamento da dívida é obrigatório, não cabendo ao gestor descumpri-lo, sob pena de sanções legais”. Em continuidade, o documento em resposta à solicitação do parlamentar diz; “a dívida em questão foi contraída nos anos 80 na função Saúde e Saneamento e até que a regulamentação da EC 29 seja feita e determine o contrário, se constitui em despesa de saúde”.

Paulo Duarte rebate mostrando a Portaria Nº 2.047, de 5 de novembro de 2002, do Ministério da Saúde que disciplina a Emenda 29 aponta que “poderão integrar o montante considerado para o cálculo do percentual mínimo de 12%, os estados, Distrito Federal e municípios, as despesas de juros e amortizações, no exercício em que ocorrerem, decorrentes de operações de crédito contratadas a partir de 1º de janeiro de 2000”.

“Ora, o que o Governo está fazendo? Está maquiando os investimentos na saúde. Ele está colocando como investimentos na saúde dívidas contraídas na década de 80”, cutuca o deputado.

Para o deputado, o governo de André Puccinelli está descumprindo a Constituição já que não está aplicando os 12% mínimos exigidos por lei.

“É uma falta de respeito! Vou verificar qual o melhor instrumento, mas vou preparar uma ação popular ou entrar com uma representação no Ministério Público, porque a Justiça tem que se manifestar nesse caso, já que o Governo não está fazendo o que a lei determina”, espeta Duarte.

Prefeitura prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Modelo processual brasileiro impõe parcimônia dos juízes, diz Moro
Política
Relatório da LDO é entregue à Mesa Diretora da Câmara
Política
Nelsinho Trad convoca reunião com Mandetta para tratar de recursos para saúde
Política
Moro fala sobre conversas vazadas com Dallagnol
Política
Câmara quer retomar gratuidade da bagagem
Política
No Parlasul, Nelsinho defende Rota Bioceânica
Política
Valdir Gomes pode concorrer a prefeitura pelo PP em 2020
Política
No brasil 97% das mulheres já sofreram assédio em transporte
Política
Lei impede uso particular de milhas aéreas por políticos e servidores
Política
Senado analisa projeto que derruba decreto sobre armas

Mais Lidas

Cidade
Campo-grandenses se unem e ajudam família que caiu em golpe da falsa encomenda
Internacional
Vídeo mostra mulher despencando de brinquedo em parque de diversões
Cidade
Sem qualquer indicativo de velocidade, radar funciona desde março
Brasil
Menino é assaltado enquanto vendia doces na rua e internautas se comovem