Menu
Busca terça, 04 de agosto de 2020
(67) 99647-9098
Política

PL exige formas alternativas de educação à alunos do ensino médio

13 julho 2020 - 07h40Sarah Chaves, com informações da assessoria

Os Estados e Distrito Federal devem garantir aos estudantes do ensino médio alternativas para a continuidade dos estudos nos casos de impossibilidade das aulas regulares, como durante a pandemia de coronavírus que o país enfrenta este ano. A determinação está prevista no Projeto de Lei (PL) 3.005/2020, apresentado pelo senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL).

O texto altera os arts. 9º e 10 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB — Lei 9.394, de 1996) para incluir a oferta de “meios alternativos de continuidade dos estudos, com garantia de regularidade e qualidade”.

Segundo Rodrigo Cunha, com o distanciamento social recomendado como forma de evitar a disseminação da covid-19, somente uma pequena minoria das escolas privadas contava com acesso a tecnologias de informação e comunicação para assegurar a continuidade do ensino a seus alunos. Já a esmagadora maioria das escolas, principalmente as públicas, estão sem aulas ou com frágeis tentativas de prosseguir com o ano letivo com envio de materiais didáticos impressos aos alunos ou ofertas de aulas gravadas, por exemplo.

“No entanto, essas alternativas são de eficácia questionável, pois se espelham numa presunção equivocada de que esses estudantes são disciplinados e autônomos na condução dos próprios estudos. O pior é que, mesmo assim, essas iniciativas justificarão a não reposição de aulas presenciais para o grupo de alunos supostamente beneficiados”, alerta o senador ao justificar a proposta.

Espaços compartilhados

O PL 3.005/2020 inclui na LDB a exigência de espaços compartilhados de estudos para alunos do ensino médio, assim como explicita que esses espaços devem ser providenciados pelos estados e pelo Distrito Federal, com o apoio financeiro da União.

Em defesa da proposta, o senador cita o exemplo da Prefeitura Municipal de Nova Lima (MG), que, mesmo não sendo responsável pelo ensino médio, criou um espaço compartilhado de estudos para os alunos que estão concluindo a educação básica. Entre as iniciativas estão a oferta de oficinas preparatórias gratuitas e on-line para os jovens que se preparam para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nas oficinas, o estudante tem a opção de estudar e compartilhar conteúdos por meio de aplicativo gratuito.

 

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Mulher se nega ter relação com o marido e acaba espancada e mantida em cárcere
Política
Ao pedir desfiliação, Contar alega perseguição a deputados bolsonaristas no PSL
Saúde
MS tem 803 casos novos de coronavírus e 327 são na capital
Política
Beto e Fábio propõem projetos que barram candidaturas imediata de Juízes
Política
Dois deputados lideram disputa em Dourados, diz Instituto Ranking
Política
"Auxílio ajuda superar crise salvando vidas e empregos", diz Coronel David
Política
Vídeo: “Não quero saber quem é você”, diz PM ao abordar motorista de Ferrari
Política
"É uma operação de guerra”, diz Riedel sobre combate aos incêndios no Pantanal
Política
Vídeo: Abatido, Delcídio faz relato e volta ser internado
Política
Simone consegue liberação de quase R$ 29 mi para cidades do MS

Mais Lidas

Justiça
Para não "estimular" mais crimes, Justiça mantém condenação por furto de bicicleta
Polícia
Vítima da depressão, homem usa cinto para se enforcar no Taquarussu
Geral
Motorista morre em acidente após bater em carreta na BR-463
Polícia
Vídeo: Policial invade casa e agride mulheres com cassetete