Menu
Busca segunda, 19 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Sebrae/mulher
Política

Prefeitura de Dourados se posiciona sobre operação do Gaeco

No comentário breve, órgão informou que tomará todas as medidas cabíveis para contribuir com as investigações

16 julho 2020 - 15h52Flávio Veras

Um dia após a deflagração da Operação Contágio, a Prefeitura de Dourados emitiu uma nota oficial sobre o assunto, na manhã desta quinta-feira (16). De acordo com o órgão, todas as medidas necessárias estão sendo tomadas para contribuir com as investigações.

Ontem (15), agentes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) estiveram na sede da prefeitura dando seguimento às investigações iniciadas pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS) sobre supostas irregularidades nas compras de insumos para prevenção contra o coronavírus (Covid-19).

Por meio de nota, a Prefeitura afirmou que contribuirá com as investigações  “O Executivo Municipal de Dourados, ciente da observância aos princípios norteadores da Administração Pública, especialmente em atenção à publicidade, diante das diligências realizadas na última quarta-feira (15), pelo MPE (Ministério Público Estadual), informa que já tomou e continuará tomando as medidas administrativas necessárias, sobretudo, para colaborar com as investigações e os esclarecimentos devidos”, diz a Prefeitura.

Medidas

A prefeita de Dourados Délia Razuk afastou temporariamente na última quarta-feira (15), procurador, secretários e servidores do Poder Executivo local envolvidos em investigação do Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS).

Contando a partir da publicação, estão afastados, Sérgio Henrique Martins de Araújo, que ocupava o cargo de procurador-Geral do Município; o então Secretário Municipal de Fazenda, Carlos Francisco Dobes Vieira, e a ex-secretária municipal de Saúde, Berenice Oliveira Machado de Souza. 

No decreto que dispõe sobre o afastamento na pasta de Saúde de Dourados, ainda consta a suspensão temporária de Nara Katiane Gomes Matoso, Camila Barboza de Lima, Patrícia Damares da Silva.

Operação

As investigações fazem parte da Operação Contágio deflagrada nesta quarta-feira (15) pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) e que apura supostas fraudes em compras emergenciais via dispensa de licitação na prefeitura de Dourados no valor de R$ 247.560,00.

Pela manhã, policiais militares do Gaeco cumpriram mandados de busca e apreensão em residências dos servidores públicos e no Centro Administrativo Municipal (CAM).

pax nacional

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Ibope - Gestão de Marquinhos tem 52% de aprovação e 16% de rejeição
Política
Projeto do marco legal das startups é encaminhado ao Congresso
Política
Presidente do TCE-MS é reeleito com unanimidade dos votos
Política
AO VIVO: O que Dagoberto quer fazer por Campo Grande?
Política
Onevan melhora da Covid, e é transferido para SP
Política
Marquinhos construirá mais 2,8 mil novas moradias
Política
Vídeo - Tereza Cristina declara apoio a Marquinhos
Política
Candidatos terão dia marcado por entrevistas nesta segunda
Política
Pescadores são multados em R$ 15 mil por crime ambiental
Política
Partidos e candidatos não consegue abertura de contas e recorrem ao Procon

Mais Lidas

Internacional
Jovem é presa tentando entrar com dinamite em presídio onde estão membros do PCC
Política
Ibope - Gestão de Marquinhos tem 52% de aprovação e 16% de rejeição
Política
Projeto do marco legal das startups é encaminhado ao Congresso
Vídeos
Vídeo: Motoqueiro cai e trânsito na Via Park fica congestionado