Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Política

PSDB quer recompor frente para disputar prefeitura da capital

03 junho 2011 - 19h44Divukgação

A alta cúpula do PSDB em Mato Grosso do Sul se movimenta na tentativa de impedir eventuais candidaturas já anunciadas pelo DEM e pelo PPS à prefeitura de Campo Grande em 2012.

A saída na instância municipal seria a reedição do BDR (Bloco Democrático Reformista) com o qual as três legendas caminharam juntas nas eleições do ano passado à presidência da República.

O anúncio sobre a possibilidade de se manter essa frente partidária no próximo pleito foi feito na manhã desta sexta-feira pelo presidente regional do PSDB, deputado feeral Reinado Azambuja.

O maior temor da cúpula tucana é que DEM e PPS mantenham a ideia de candidatura própria na capital, o que, segundo analistas, poderia dificultar os planos do PSDB que almeja fazer o sucessor do prefeito Nelsinho Trad (PMDB), ano que vem.

Há dias, as direções do DEM e do PPS apontaram respectivamente como possíveis candidatos à sucessão municipal os nomes do deputado federal Luiz Henrique Mandeta e do vereador Athayde Nery, presidentes regionais dos dois partidos.

Para analistas, a ideia de candidatura isolada do DEM e do PPS teria saído da cabeça do governador André Puccinelli (PMDB) como forma de neutralizar o PSDB, que tem como eventual candidato o nome do próprio Azambuja.

Outra alternativa dos tucanos para enfrentar o PMDB nas eleições muncipais do ano que vem seria indicar o nome da senadora Marisa Serrano, que deve recuar devido ao seu interesse em disputar com o deputado estadual Antonio Carlos Arroyo (PR) uma vaga no TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Hoje aliados dos peemedeistas nos planos municipal e estadual, o PSDB se diz disposto a enfrentar o deputado federal Edson Giroto (PR), que teria a preferência de Puccinell ou, no caso, um representante do PMDB, dividido entre o vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Econômico, Edil Albquerque, o secretário de Habitacão e deputado estadual licenciado Carlos Marun, e o presidente da Câmara de Vereadores da capital, Paulo Siufi.

O presidente da executiva regional do PSDB assegura que já conversou sobre a reativação do bloco tanto com Mandeta quanto com Athayde.

Em entrevista à imprensa, Azambuja adiantou que o PSDB encomendou a realização de pesquisas qualitativas e quantitativas a fim de sondar a melhor opção em reais condições de enfrentar as urnas em 2012.

O deputado, que em outras oportunidades se manifestou interessado em postular o cargo de prefeito, garantiu, desta vez, que nada está definido em relação ao candidato tucano, lembrando ainda que as pesquisas encomendadas pela cúpula do PSDB devem apontar outros eventuais nomes à sucessão de Nelsinho Trad.

Com informações do Conjuntura online.

Totem_Alcool Gel

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Trump ataca revolução cultural "de esquerda"
Política
Rodrigo Maia defende sindicatos e diz que acabar com eles foi medida adotada por Hitler
Política
Nelsinho diz que Brasil deve fazer sua narrativa sobre a Amazônia
Política
Ministério da Segurança ainda pode ser recriado pelo Governo
Política
Coronel David declara pesar pelo homicídio de Carla Santana
Política
Assembleia fará testes para Covid-19 em deputados e servidores
Política
"Projeto das Fake News gera interesse em 30 países", diz Nelsinho
Política
Câmara da capital aprova orçamento público para 2021
Política
Congresso promulga emenda constitucional que adia eleições municipais
Política
“Iremos cassar alvará dos estabelecimentos que desobedecem ao Toque de Recolher”, diz Marquinhos

Mais Lidas

Brasil
Vídeo: o susto na família de Leonardo e o final feliz
Polícia
Idoso cai da garupa e morre após adolescente perder controle de moto
Saúde
MS totaliza 10.089 casos de coronavírus, sendo 58 novos na capital
Geral
Câmara convida Mandetta para falar sobre pandemia