Menu
Busca terça, 15 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Política

PSDB quer recompor frente para disputar prefeitura da capital

03 junho 2011 - 19h44Divukgação

A alta cúpula do PSDB em Mato Grosso do Sul se movimenta na tentativa de impedir eventuais candidaturas já anunciadas pelo DEM e pelo PPS à prefeitura de Campo Grande em 2012.

A saída na instância municipal seria a reedição do BDR (Bloco Democrático Reformista) com o qual as três legendas caminharam juntas nas eleições do ano passado à presidência da República.

O anúncio sobre a possibilidade de se manter essa frente partidária no próximo pleito foi feito na manhã desta sexta-feira pelo presidente regional do PSDB, deputado feeral Reinado Azambuja.

O maior temor da cúpula tucana é que DEM e PPS mantenham a ideia de candidatura própria na capital, o que, segundo analistas, poderia dificultar os planos do PSDB que almeja fazer o sucessor do prefeito Nelsinho Trad (PMDB), ano que vem.

Há dias, as direções do DEM e do PPS apontaram respectivamente como possíveis candidatos à sucessão municipal os nomes do deputado federal Luiz Henrique Mandeta e do vereador Athayde Nery, presidentes regionais dos dois partidos.

Para analistas, a ideia de candidatura isolada do DEM e do PPS teria saído da cabeça do governador André Puccinelli (PMDB) como forma de neutralizar o PSDB, que tem como eventual candidato o nome do próprio Azambuja.

Outra alternativa dos tucanos para enfrentar o PMDB nas eleições muncipais do ano que vem seria indicar o nome da senadora Marisa Serrano, que deve recuar devido ao seu interesse em disputar com o deputado estadual Antonio Carlos Arroyo (PR) uma vaga no TCE (Tribunal de Contas do Estado).

Hoje aliados dos peemedeistas nos planos municipal e estadual, o PSDB se diz disposto a enfrentar o deputado federal Edson Giroto (PR), que teria a preferência de Puccinell ou, no caso, um representante do PMDB, dividido entre o vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Econômico, Edil Albquerque, o secretário de Habitacão e deputado estadual licenciado Carlos Marun, e o presidente da Câmara de Vereadores da capital, Paulo Siufi.

O presidente da executiva regional do PSDB assegura que já conversou sobre a reativação do bloco tanto com Mandeta quanto com Athayde.

Em entrevista à imprensa, Azambuja adiantou que o PSDB encomendou a realização de pesquisas qualitativas e quantitativas a fim de sondar a melhor opção em reais condições de enfrentar as urnas em 2012.

O deputado, que em outras oportunidades se manifestou interessado em postular o cargo de prefeito, garantiu, desta vez, que nada está definido em relação ao candidato tucano, lembrando ainda que as pesquisas encomendadas pela cúpula do PSDB devem apontar outros eventuais nomes à sucessão de Nelsinho Trad.

Com informações do Conjuntura online.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Vereador apresenta projeto voltado às crianças vegetarianas
Política
Bolsonaro destaca lançamento do Programa Novos Caminhos em outubro
Política
Bolsonaro quer retomar obras iniciadas em outros governos
Política
Assessor de Collor foi laranja em imóveis de R$ 6 mi
Informação consta em representação da PGR pela deflagração da Operação Arremate, que pôs a PF nas ruas em endereços ligados ao senador
Política
PF investiga se houve participação de Collor em lavagem de dinheiro
Política
União libera R$ 2,6 mi para Angélica viabilizados por Nelsinho Trad
Política
Reforma da Previdência vai para segundo turno no senado
Política
Carla deixa MDB e vai para o PSD
Política
Otávio Trad apresenta demandas da saúde pública em Brasília
Política
PLS exige laudo psicológico para soltura de agressores domésticos

Mais Lidas

Geral
Morre o empresário Antônio Farias, o "Baiano"
Polícia
Jaime Valler estava na lista da milícia para morrer
Geral
Pai encontra filho morto, enforcado com fio de nylon
Geral
Mulher morre por descarga elétrica ao tentar ligar máquina de lavar