Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - maio21
Política

Reinaldo vai convidar demais candidatos a se reunir com o presidente do TRE para juntos cobrarem pro

24 agosto 2012 - 09h23Divulgação

Preocupado com os rumos do processo eleitoral em Campo Grande, principalmente em virtude do comportamento do governador André Puccinelli, que em vídeo veiculado pela imprensa aparece coagindo servidores públicos a votar nos candidatos a vereador e no candidato governista Edson Giroto (PMDB), o candidato a prefeito pela Coligação Novo Tempo, Reinaldo Azambuja, convidou os demais candidatos da oposição a se reunir com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral e cobrar providências para a manutenção da normalidade e da legitimidade do processo.

“As imagens não deixam dúvidas de que o governador comete assédio moral e abuso do exercício de função ao coagir servidores, sejam eles comissionados ou não, a votar neste ou naquele candidato. Além disso, atenta contra a inviolabilidade do voto, que é secreto, influenciando no resultado da eleição”, disse Reinaldo Azambuja. Ele já acionou sua assessoria jurídica para requerer ao Ministério Público Eleitoral que esta, baseado nas imagens, solicite a cassação do registro da candidatura de Edson Giroto.

De acordo com Reinaldo, o fato de a coerção estar sendo praticada contra ocupantes de cargos em comissão não reduz em nada a gravidade das denúncias e tampouco pode servir de atenuante para o comportamento reprovável do governador. “Os cargos são de confiança para a atividade pública, pois são pagos com dinheiro do contribuinte, e não de confiança do governador, para atuarem como cabos eleitorais”, argumentou.

“Com relação ao governador do estado, vamos solicitar providências ao Ministério Público e ao Poder Judiciário”, informou o candidato, que ao manifestar solidariedade aos servidores públicos conclamou-os a “vencer o medo, gravar esse tipo de reunião, conforme ocorreu com o pessoal da Secretaria de Assistência Social, e enviar o vídeo ou o áudio para a imprensa e para a Justiça Eleitoral, para que estes possam cobrar e tomar as providências necessárias”.

“No site do Tribunal Regional Eleitoral ou no site da Ordem dos Advogados do Brasil os servidores podem apresentar as suas denúncias, que podem ser feitas inclusive de forma anônima”, ressaltou o candidato.

Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Câmara aprova projeto que institui Kit Merenda da Agricultura Familiar
Política
MDB se diz solidário a André
Política
Paulo Corrêa elogia trabalho e reafirma apoio à Polícia Civil em formatura
Política
Bolsonaro vem ao assentamento Santa Mônica na sexta-feira, às 10 horas
Política
Ministra se compromete a auxiliar em liberação de obra na capital durante visita na Câmara
Geral
Reinaldo pede orações por Cabo Almi, intubado com Covid-19
Política
Proposta cria incentivo financeiro para estudantes do ensino médio
Política
Covid: Com 70% dos pulmões comprometidos, Cabo Almi é intubado
Política
Bolsonaro indica Soraya para vice-liderança no Congresso Nacional
Política
Amaury Pinto Júnior no TST

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio