Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Política

Relatório da LDO é entregue à Mesa Diretora da Câmara

Infraestrutura e segurança pública ganham destaque entre as sugestões apresentadas

19 junho 2019 - 14h34Rauster Campitelli, com informações da assessoria

O relatório da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) foi entregue à Mesa Diretora da Câmara Municipal na sessão ordinária desta terça-feira (18). Contendo 152 emendas apresentadas pelos vereadores, o documento traz infraestrutura e segurança pública entre os temas que se destacam dentro das sugestões apresentadas, segundo o relator, vereador Odilon de Oliveira, vice-presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Casa de Leis.

O documento foi entregue ao presidente da Câmara, vereador Prof. João Rocha, durante a sessão desta terça-feira, e segue para discussão e votação em Plenário nos próximos dias. Mais tarde, o Projeto de Lei 9.310/19, de autoria do Executivo e contendo as emendas aprovadas, segue para o prefeito Marquinhos Trad para sanção ou veto.

O vereador Odilon de Oliveira agradeceu aos vereadores pelas 268 emendas apresentadas, que foram agrupadas em 152, devido a adequações ou repetições. “Foram várias emendas nas áreas de infraestrutura e segurança. Temos expectativa de grandes avanços, para que seja aprovada e mantida pelo prefeito a emenda que amplia para 2% o orçamento para segurança, fortalecendo não só a Guarda Municipal, como o videomonitoramento e outras ações neste setor”, disse.

O vereador Eduardo Romero frisou a importância do trabalho executado e a dedicação do relator Odilon de Oliveira. Para ele, as emendas estavam afinadas técnica e juridicamente. “O Legislativo tem aperfeiçoado a forma de olhar e propor emendas. As discussões promovidas na Casa têm contribuído para essa elaboração. Não importa o número, mas a viabilidade e o resultado em políticas públicas para beneficiar a população”, disse Romero.

A LDO é usada para estabelecer metas da administração pública e como base para elaborar o orçamento, que é definido por meio da LOA (Lei Orçamentária Anual). O montante consolidado do orçamento será encaminhado em outro projeto de lei do Executivo, baseado nessas diretrizes definidas, o qual deve chegar à Casa de Leis até 30 de setembro de 2019.

A LDO aponta projeção da receita de R$ 4,3 bilhões para o próximo ano. No dia 29 de maio, foi realizada Audiência Pública para debater a lei de diretrizes orçamentárias do Município de Campo Grande para o exercício de 2020.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Coronel David visita novo Comandante da PM e reafirma apoio às forças de segurança
Política
Mansour rebate fala de Bolsonaro que contraria exame da OAB
Política
Paulo Corrêa tem melhor avaliação na Assembleia, diz pesquisa
Política
“Não faltará dinheiro”, afirma Simone sobre ajuda a estados e municípios
Política
“Não entendo o porquê a Energisa questiona a CPI se não existem irregularidades”, diz Orro
Política
Assembleia reconhece mais três municípios em estado de calamidade pública
Política
Reinaldo entrega cestas básicas que beneficiarão 1,6 mil idosos
Política
“Pessoas do interior vem a capital para fugir do surto da pandemia”, diz Marquinhos
Política
Prefeitos querem adiar eleições municipais para 2022
Política
"Fui gado, comi capim", diz deputado ex-bolsonarista

Mais Lidas

Justiça
Justiça obriga empresa a pagar r$ 2 mil à aluno que não recebeu aulas do curso
Polícia
Adolescente é flagrado com drogas e armas
Economia
Estados Unidos anuncia a doação de mais US$ 6 milhões ao Brasil
Internacional
Macacos 'assaltam' laboratório e levam exames de sangue com coronavírus