Menu
Busca quinta, 09 de abril de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Topo
Política

Sem convencer corregedoria sobre corrupção, Rigo volta à Assembléia

03 novembro 2010 - 15h54Divulgação/AL
Depois de 25 dias em licença médica, o deputado estadual Ary Rigo (PSDB) retornou aos trabalhos legislativos nesta quarta-feira (3). A sessão plenária da Assembleia Legislativa foi presidida por Maurício Picarelli (PMDB), corregedor da Casa e responsável por indicar se houve quebra de decoro parlamentar por parte de Rigo. O primeiro-secretário da Casa foi flagrado em vídeo durante investigação da Polícia Federal explicando como funcionaria suposto esquema de distribuição de dinheiro público para membros dos três poderes e do MPE de Mato Grosso do Sul. Para o corregedor, a defesa prévia apresentada pelo tucano não foi suficiente para esclarecer as afirmações feitas nas gravações autorizadas pela Justiça. Durante a sessão, que durou pouco mais de meia hora, Ary Rigo leu documentos e saiu sem falar com a imprensa. Picarelli informou que já entregou o parecer do caso ao presidente da AL, Jerson Domingos (PMDB), que deve agora notificar Rigo para audiência em uma Comissão de Ética ainda a ser formada. A Mesa Diretora deve nomear a comissão para averiguar o teor das denúncias e constatar possíveis quebras de decoro parlamentar. As bancadas parlamentares terão de indicar membros para formar a comissão, que ainda não tem prazo para entrar em funcionamento. No vídeo que circulou na Internet em 21 de setembro e repercutiu na imprensa nacional, Ary Rigo aparece revelando um suposto esquema de repasse de dinheiro da Assembleia Legislativa. O parlamentar menciona a existência de uma partilha de dinheiro envolvendo governo do Estado, Ministério Público e Poder Judiciário. Rigo conta ainda que os parlamentares da Assembleia já chegaram a receber R$ 120 mil por mês e agora têm de "se contentar" com R$ 42 mil. Fonte: Midia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Bolsonaro quer gabinete de Michelle vinculado à Presidência
Política
Conselho do Direitos da Mulher repudia fala do vereador Delegado Wellington
Política
Coronel David pede suspensão de parcelas de empréstimos dos servidores
Política
Câmara da capital aprova 6 planos de carreiras da Saúde
Política
Profissionais da Saúde receberão acompanhamento psicológico
Política
Maia diz que Bolsonaro não irá demitir Mandetta por que o ministro é popular
Política
Seguro-desemprego poderá ser pago por até dez meses
Política
Bolsonaro sanciona lei de reeducação para agressores de mulheres
Política
Eleições - Levantamento aponta renovação de 50% na Câmara da capital
Política
"Médico não abandona paciente", diz Mandetta ao ser questionado se deixará cargo

Mais Lidas

Cultura
“Rainha da Sofrência” bate recorde e alcança 3,2 milhões de expectadores em live
Economia
Auxílio emergencial já foi pago para 2,5 milhões de pessoas
Polícia
Jovens usam facas para ameçar e roubar idoso de 78 anos
Polícia
“Vocês são bando de doido”, diz jovem ao ser presa por desacato