Menu
Busca sexta, 06 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
Política

Sem convencer corregedoria sobre corrupção, Rigo volta à Assembléia

03 novembro 2010 - 15h54Divulgação/AL
Depois de 25 dias em licença médica, o deputado estadual Ary Rigo (PSDB) retornou aos trabalhos legislativos nesta quarta-feira (3). A sessão plenária da Assembleia Legislativa foi presidida por Maurício Picarelli (PMDB), corregedor da Casa e responsável por indicar se houve quebra de decoro parlamentar por parte de Rigo. O primeiro-secretário da Casa foi flagrado em vídeo durante investigação da Polícia Federal explicando como funcionaria suposto esquema de distribuição de dinheiro público para membros dos três poderes e do MPE de Mato Grosso do Sul. Para o corregedor, a defesa prévia apresentada pelo tucano não foi suficiente para esclarecer as afirmações feitas nas gravações autorizadas pela Justiça. Durante a sessão, que durou pouco mais de meia hora, Ary Rigo leu documentos e saiu sem falar com a imprensa. Picarelli informou que já entregou o parecer do caso ao presidente da AL, Jerson Domingos (PMDB), que deve agora notificar Rigo para audiência em uma Comissão de Ética ainda a ser formada. A Mesa Diretora deve nomear a comissão para averiguar o teor das denúncias e constatar possíveis quebras de decoro parlamentar. As bancadas parlamentares terão de indicar membros para formar a comissão, que ainda não tem prazo para entrar em funcionamento. No vídeo que circulou na Internet em 21 de setembro e repercutiu na imprensa nacional, Ary Rigo aparece revelando um suposto esquema de repasse de dinheiro da Assembleia Legislativa. O parlamentar menciona a existência de uma partilha de dinheiro envolvendo governo do Estado, Ministério Público e Poder Judiciário. Rigo conta ainda que os parlamentares da Assembleia já chegaram a receber R$ 120 mil por mês e agora têm de "se contentar" com R$ 42 mil. Fonte: Midia Max
Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Vídeo - Frota leva bolo ao congresso para comemorar 1 ano do caso Queiroz
Política
CCJ do Senado discutirá prisão em segunda instância na terça-feira
Política
TJ-MS comemora 40 anos com homenagens nesta quarta
Política
Brasil e Paraguai deverão fechar acordo automotivo
Política
Simone diz que PEC que extingue municípios "não pode passar"
Política
Congresso mantém veto a propaganda partidária na TV e no rádio
Política
Empréstimo de R$ 96 milhões é aprovado por vereadores
O valor será destinado ao programa Pró-Transporte no município de Campo Grande
Política
Eduardo Cunha pede prisão domiciliar
Política
Grupo de trabalho da Assembleia de MS estuda reforma da Previdência
Política
Amamsul esclarece projeto de gratificação a magistrados

Mais Lidas

Geral
Pague Menos faz promoção enganosa e é pega pelo Procon-MS
Polícia
Mulher é espancada ao cobrar dívida de funcionária de salão de beleza
Geral
Pais procuram pela jovem Maisa que desapareceu no Los Angeles
Polícia
Vídeo: “Bunitinho” morre baleado em operação na favela