Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99647-9098
Sebrae
Política

Sérgio Murilo diz que área social será marca de governo

"Mais Social é um golaço do governador Reinaldo Azambuja", afirmou o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica

16 abril 2021 - 11h41Gabrielly Gonzalez, com informações da assessoria

Nesta sexta-feira (16), o programa Mais Social foi regulamento e o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Sérgio Murilo Mota, afirmou que a área social será o novo foco do Governo do Estado.

“O Mais Social é um golaço do governador Reinaldo Azambuja. E esse gol teve grande contribuição da secretária de Direitos Humanos e Assistência Social, a Elisa Cleia. Ela realmente se debruçou e teve a sensibilidade de convencer o governador. Tem um monte de vulneráveis que apareceram aí por causa da Covid”, explicou Sérgio Murilo, em entrevista ao programa Noticidade, da FM Cidade 97,9. 

“É um governo que não é só o concreto, o asfalto. É um governo sensível à sociedade, aos carentes e aos mais pobres. Cem mil famílias serão atendidas com o cartão magnético e poderão efetuar a compra de alimentação e insumos para a sua higiene”, acrescentou.

O novo programa vai ampliar a cobertura que já era feita pelo “Vale Renda”, que hoje atende 30 mil famílias, com o valor de R$ 180. E as famílias que já eram beneficiadas serão transferidas gradativamente.

Entre os critérios para a inclusão no programa estão ter renda familiar de meio salário e crianças matriculadas e com frequência regular na escola. Famílias com idosos terão prioridade. O Mais Social vai abranger todos os municípios do Estado, tendo o objetivo de promover a segurança alimentar.

Equilíbrio entre saúde e economia

Sérgio Murilo afirmou ainda que o Governo do Estado tem trabalhado para salvar vidas, mas também para preservar a economia e os empregos. “Na verdade, é uma conjugação de fatores muito difíceis de fazer. Elas são antagônicas entre si, a saúde e a economia. Preservar vidas nesse momento de Covid e manter a economia de forma produtiva é uma conjugação muito difícil de fazer e esse é o objetivo e a vontade do Governo do Estado. Logicamente, nós sabemos que salvar vidas é muito mais importante, mas não podemos deixar de entender que fazer o equilíbrio entre a produção e geração de emprego e renda e as condições de pagamento de tributos para poder o Estado funcionar e o País funcionar, é muito importante. Então, nós, o Governo do Estado, temos feito um trabalho muito forte nesse sentido”.

O secretário afirmou ainda que a gestão estadual não tem medido esforços para ampliar a vacinação contra a Covid-19 e que decidiu prorrogar a cobrança de ICMS de bares e restaurantes porque é o setor mais afetado pelas medidas tomadas para evitar a proliferação do coronavírus. “É um gesto muito forte que o Governo do Estado atenda o setor de bares e restaurantes, que foi muito afetado pela pandemia. Dessa forma, o governador paulatinamente vai estudando setor a setor e entendendo o que é possível o Estado fazer”.

 

Girafa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Amaury Pinto Júnior no TST
Política
Paulo Corrêa é homenageado pelo Instituto de Direito Administrativo de MS
Política
Coronel David solicita à OAB/MS que advogados tenham local apropriado para fazerem sustentações verbais
Brasil
Deputado diz que Bolsonaro pode ter doença mental e defende interdição
Política
Bolsonaro exonera Marun da Itaipu
Política
Câmara aprova PL que torna permanente o Pronampe
Política
Com covid, Cabo Almi está com 50% dos pulmões comprometidos
Geral
Motoristas de aplicativo podem ser inclusos na vacinação contra covid-19
Política
Lira extingue comissão da Câmara sobre reforma tributária
Política
Pazuello entra em quarentena um dia antes de depor na CPI da Covid

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio