Menu
Busca terça, 19 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Política

Simone pautará PEC que altera prazos para votação de MPs

Se aprovada na CCJ, matéria pode ser votada em plenário no mesmo dia

06 junho 2019 - 15h56Mauro Silva, com informações da assessoria

Proposta que altera prazos para votação de medidas provisórias (MP) foi aprovada na quarta-feira (5) na Câmara dos Deputados e agora será apresentado pela presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senadora Simone Tebet (MDB-MS) no Senado.

Simone designou o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) como relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 91/2019) que altera o rito das MP’s. A mudança vai permitir que os senadores possam fazer alterações antes do término de vigência das MPs, pois garante ao menos 30 dias para o Senado Federal deliberar.

Muitas vezes, as medidas provisórias chegam à Casa na data limite, o que impossibilita a melhoria do texto pelos senadores. Esta semana, por exemplo, o Senado aprovou a MP que permite passar um pente-fino para verificar fraudes no INSS faltando apenas três horas para o prazo final de validade.  O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, disse que a PEC permitirá “resolver de uma vez por todas as angústias dos senadores em relação aos prazos”.

Após conversa com o presidente do Senado, a senadora Simone Tebet disse que pode haver acordo de líderes para a PEC receber urgência e “ser apreciada pelo plenário do Senado no mesmo dia, quarta-feira (12), após votação na CCJ”, disse Simone.

Novo rito para MPs

Pelo texto, a tramitação de MPs deve seguir o seguinte rito: 40 dias para análise de comissão mista; 40 dias para análise da Câmara; 30 dias para análise do Senado; e mais 10 dias para os deputados analisarem eventuais modificações feitas pelos senadores. Caso um desses prazos não seja cumprido, a MP perde a validade.

Passados 30 dias sem análise pela Câmara, a MP passa a trancar a pauta, entrando em regime de urgência. No Senado, ele trancará a pauta após 20 dias, se não houver manifestação da Casa.

A PEC também proíbe a inserção nas medidas provisórias de assuntos diferentes do conteúdo original, os chamados jabutis.

 

 

Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Bruno Covas retorna atividades na sede da prefeitura de SP após receber alta
Política
Membros da CPI da Energisa já foram definidos
Política
Acontece neste domingo protesto contra ministros do STF na capital
Política
Pró-Morales já registra oito mortos em protestos
Política
PSC Jovem realiza 1º seminário político em MS
Política
Pronto Socorro de Corumbá deve ser entregue em maio, diz Azambuja
Política
Deputados estaduais debatem a extinção do seguro DPVAT
Política
Barbosinha quer armar aposentados da segurança pública
Política
Pedido de Felipe Orro é aceito pela Alems
Política
Presidente anuncia saída de PSL e criação de novo partido

Mais Lidas

Polícia
Aos 84 anos, "vovó" é presa dirigindo bêbada após sair de baile
Polícia
Jovem morre fuzilado e mulher é ferida por estilhaços
Polícia
Jovem motociclista morre após bater em meio-fio e ser arremessado em rio
Geral
Ingrid está desaparecida há mais de 20 dias e mãe faz apelo