Menu
Busca terça, 15 de junho de 2021
(67) 99647-9098
Prefeitura Refiz junho21
Política

STF suspende despejos

Decisão do ministro Luís Barroso, terá efeito de seis meses, devido a pandemia

05 junho 2021 - 07h47Marcos Tenório

Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou parcialmente pedido feito pelo PSol e decidiu, em caráter liminar, suspender por seis meses ordens ou medidas de desocupação de áreas que já estavam habitadas antes de 20 de março do ano passado, quando foi aprovado o estado de calamidade pública em razão da pandemia da Covid-19.

“Medidas administrativas ou judiciais que resultem em despejos, desocupações, remoções forçadas ou reintegrações de posse de natureza coletiva em imóveis que sirvam de moradia ou que representem área produtiva pelo trabalho individual ou familiar de populações vulneráveis”, é o que a medida estipula que ficam vetadas.

Barroso ainda estendeu a suspensão de despejo determinada por medida liminar para “locatários de imóveis residenciais em condição de vulnerabilidade”. Em decisões provisórias, não há prévia defesa, e a ordem pode ser cumprida antes mesmo da conclusão do devido processo legal.

Conforme a ordem do ministro do STF, o conceito de vulnerabilidade deverá ser analisado caso a caso por cada magistrado acionado.

A liminar foi deferida para “evitar que remoções e desocupações coletivas violem os direitos à moradia, à vida e à saúde das populações envolvidas”.

Na ação, o PSol cita “número relevante de famílias desalojadas e ameaçadas de remoção no país”. Os advogados do partido assinalam que, segundo dados da Campanha Despejo Zero, 9.156 famílias foram despejadas em 14 unidades da federação, e 64.546 se encontram ameaçadas. Afirma que “muitas vezes sem qualquer notificação prévia ou possibilidade de defesa administrativa e judicial, e com grande aparato logístico e repressivo (servidores, policiais e agentes públicos), os governos continuam a desalojar famílias no período mais gravoso da pandemia, num total desrespeito à condição humana e aos direitos de saúde e moradia” 

Decisão na integra

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Em disputa acirrada, Sidrolândia elege Vanda Camilo
Política
Sidrolândia escolhe prefeito neste domingo
Brasil
Bolsonaro pede parecer para desobrigar uso de máscara por vacinados
Política
Mourão diz que Bolsonaro autorizou nova operação militar na Amazônia
Política
Grampo em Arroyo facilitou "explosão" no Tribunal de Contas
Política
CPI da Covid aprova quebra dos sigilos de Pazuello e Ernesto Araújo
Política
Simone é escolhida como coordenadora da Bancada de MS
Política
Para Riedel, gás natural vai ampliar competitividade
Política
Verruck reforça meta de tornar MS 'Estado Carbono Neutro' até 2030
Política
Azambuja autoriza pavimentação de duas rodovias estaduais

Mais Lidas

Cidade
Marquinhos autoriza comércio a operar
Geral
AO VIVO: Motorista é preso após tombar caminhão ao lado do Damha
Brasil
Criança morre após ser picada por escorpião
Geral
Governo manda prefeitos "assumirem seus atos"