Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
(67) 99647-9098
TJMS Dezembro-19
Política

TRE diz que reforma política é o fim do voto secreto

11 dezembro 2010 - 09h16
Na cerimônia de diplomação dos eleitos, o presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais, Luiz Carlos Santini, afirmou diante da bancada federal que o projeto de reforma eleitoral, como está hoje, é um retrocesso, que irá acabar com a segurança do sistema de votação. Segundo o presidente do TRE, existem dois grandes problemas: as possibilidades da identificação do voto e de o eleitor votar mais de uma vez. “É a volta do coronelismo”, afirmou. “Não haverá qualquer segurança e sigilo do voto”. Ao votar, a urna eletrônica, de acordo com a proposta, passará a emitir um comprovante, com uma numeração. Para Santini, o número poderá ser usado para identificar o voto. Além disso, a urna passará a ser “aberta”, ou seja, a votação não será mais liberada pelo mesário por meio da digitação do número do título de eleitor. Isso, no entendimento dos tribunais eleitorais, permitirá que um mesmo eleitor vote quantas vezes quiser. “Voltamos a 1930. Não será possível afirmar que o voto é livre e secreto. Repito: voltaremos aos anos anteriores a 1930. Os erros dessa suposta reforma política fazem com que uma pessoa possa votar mais de uma vez”, disse. As declarações vieram após elogios do próprio presidente à urna eletrônica e ao sistema de votação atual. Nas eleições deste ano foram usadas mais de 5.000 urnas em Mato Grosso do Sul. Mais de 20 mil mesários trabalharam e o custo do voto para a Justiça Eleitoral foi de R$ 2,88, um valor considerado “baixíssimo” por Santini. Fonte: CG News
PMCG - Cidade do Natal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Fábio se posiciona contra o uso de recursos públicos pelos partidos
Política
Joice Hasselmann deverá ser a nova líder do PSL na Câmara
Política
Diagnóstico de daltonismo poderá ser feito em escolas da Reme
Política
Beto Pereira é o novo líder do PSDB na Câmara Federal
Política
Senado: CCJ aprova anticrime e prisão em segunda instância
Política
“Aprovado” nas redes sociais, fundo eleitoral ainda não foi a plenário
Política
Dagoberto chama manifestante de "maluco" e diz que projeto ainda não foi votado
Política
Coronel David cobra a nomeação de 258 policias penais para MS
Política
Prisão administrativa para PMs e Bombeiros poderá ser extinta
Política
Bolsonaro diz que seu governo honra militares e respeita o povo

Mais Lidas

Economia
Caixa começa a pagar PIS de nascidos em dezembro
Brasil
Maia quer pautar fim do foro privilegiado em janeiro
Cidade
Prefeitura vai concluir prolongamento da avenida Rita Vieira
Brasil
Aposentadoria complementar pode ficar isenta de Imposto de Renda