Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Saúde

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa nesta segunda

Até dia 28 de agosto, o Brasil registrou 5.404 casos confirmados de sarampo e seis mortes

07 outubro 2019 - 09h38Vitória Ribeiro, com informações Agência Brasil

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa nesta segunda (07) em todos os postos de saúde do país. Dois grupos de pessoas estão no alvo da nova campanha. O primeiro grupo é formado por crianças de seis meses até menores de 5 anos, cuja a vacinação vai desta segunda-feira até 25 de outubro, com o Dia D no dia 19.

O segundo grupo, com faixa etária de 20 a 29 anos e que não estão com a caderneta de imunização em dia, a vacinação está prevista para iniciar no dia 18 de novembro. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos. Para isso, a pasta garantiu a maior compra de vacinas contra o sarampo dos últimos 10 anos. Ao todo, 60,2 milhões de doses da tríplice viral foram adquiridas para garantir o combate à doença nos municípios.

“Vacina é um direito da criança. Ela não consegue ir sozinha a uma unidade de saúde para se vacinar. Pais, responsáveis, avós chequem a carteira de vacinação como ato de respeito e de amor”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “Se estiver incompleta, leve a criança para tomar a segunda dose. Se a criança não tiver tomado nenhuma, ela deve tomar a primeira dose e, na sequência, a segunda”, explicou o ministro.

Para incentivar a vacinação de crianças, o ministério disponibilizará R$ 206 milhões destinados aos municípios que cumprirem duas metas estabelecidas pelo ministério. “Para receber esse recurso adicional, os gestores terão que informar mensalmente o estoque das vacinas poliomielite, tríplice viral e pentavalente e atingir 95% de cobertura vacinal contra o sarampo em crianças de 1 a 5 anos de idade com a primeira dose da vacina tríplice viral”.

Desde o início do ano, a pasta distribuiu 25,5 milhões de doses da vacina tríplice viral para garantir a todos os estados a vacinação de rotina, as ações de interrupção da transmissão do vírus e a dose extra chamada de dose zero a todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias.

Vacinar contra o sarampo é importante para evitar complicações como cegueira e infecções generalizadas que podem levar a óbito. Por isso, o governo federal em parceria com os estados e municípios estão unindo esforços para vacinar 39,9 milhões de brasileiros, 20% da população, que hoje estão suscetíveis ao vírus do sarampo, de acordo com o Ministério da Saúde. Apesar da faixa etária de 20 a 29 anos concentrar a maior parte desses brasileiros (35%), são os menores de 5 anos o grupo mais suscetível para complicações do sarampo.

Dados 

No levantamento divulgado até o dia 28 de agosto, o Brasil registrou 5.404 casos confirmados de sarampo e seis mortes, sendo quatro delas de pacientes menores de 1 ano. Dos casos confirmados nesse período, 97% (5.228) estão concentrados em 173 municípios do estado de São Paulo, principalmente na região metropolitana. Os outros 176 casos foram registrados em 18 estados: Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão, Paraná, Piauí, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Pará Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Goiás, Bahia, Sergipe e Distrito Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Coronavírus: MS registra 94 novos casos, 64 pacientes estão internados
Saúde
Plantão de vacinação: unidades abrirão no sábado e domingo
Saúde
Brasil fará parte de acordo de vacina após reunião de Nelsinho com ministro
Saúde
Semana termina com 11 pediatras atendendo pela manhã na capital
Saúde
Com sanção do presidente, “MS receberá 1,1 bilhão de ajuda federal”, diz Riedel
Saúde
“Prefeitura fará barreiras sanitárias surpresa”, afirma Marquinhos
Saúde
Coronavírus - MS registra 76 novos casos; sobe o número de internados
Saúde
Nelsinho marca reunião com chanceler para debater sobre vacina do coronavírus
Saúde
Sem casos confirmados, Aquidauana tem um novo suspeito de coronavirus
Saúde
José Mauro defende prevenção enquanto não houver vacina contra coronavírus

Mais Lidas

Economia
Contas públicas têm resultado negativo em abril
Saúde
Coronavírus: MS registra 94 novos casos, 64 pacientes estão internados
Saúde
Plantão de vacinação: unidades abrirão no sábado e domingo
Saúde
Brasil fará parte de acordo de vacina após reunião de Nelsinho com ministro