Menu
Menu
Busca terça, 23 de julho de 2024
TJMS Jul24
Saúde

Campo Grande não tem foco de transmissor de Febre Oropouche, assegura Sesau

Segundo a pasta, mulher contraiu o vírus na Bahia, no início de junho

14 junho 2024 - 15h11Brenda Leitte    atualizado em 14/06/2024 às 15h15

Depois de registrado o primeiro caso de febre do Oropouche em Campo Grande, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que não há foco do mosquito transmissor na Capital até o momento.

"A mulher que teve a doença diagnosticada, contraiu o vírus na cidade de Ilhéus, na Bahia, onde passava férias, no início de junho. Assim que a FO foi confirmada por meio de exame laboratorial, algumas medidas foram tomadas", informou a pasta por meio de nota, na tarde desta sexta-feira (14).

Entre as medidas estão: o CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais) foi informada para a realização de bloqueio de transmissão; foram feitas orientações à paciente sobre meios de proteção individual para minimizar a transmissão; o caso segue em monitoramento pela Gerência Técnica de Endemias, CVE; toda a rede de saúde pública e privada do município foi comunicada para identificar, investigar e comunicar casos potenciais no território que se enquadrem na definição de caso.

Febre Oropouche 

A Febre do Oropouche é uma doença causada por um arbovírus do gênero Orthobunyavirus, da família Peribunyaviridae, transmitido pela picada de mosquitos do gênero Culicoides, principalmente Culicoides paraensis e C.

Existem dois tipos de ciclos de transmissão da doença: silvestre: os animais como bichos-preguiça e macacos são os hospedeiros do vírus; urbano: Nesse ciclo, os humanos são os principais hospedeiros.

O primeiro caso no Brasil foi registrado em 1960, a doença é mais comum na região amazônica, mas também já foram relatados casos na Argentina, Bolívia, Equador, Peru, Panamá e Venezuela. Este ano, 6.207 amostras de sangue deram positivo para a presença do vírus no Brasil, no ano passado foram 835. Junto com Mato Grosso do Sul, outros 16 estados já registraram casos da doença.

Sintomas e tratamento 

Os sintomas da FO são bem parecidos com os da dengue e da Chikungunya. O quadro clínico agudo evolui com febre de início súbito, cefaleia (dor de cabeça), mialgia (dor muscular) e artralgia (dor articular). Outros sintomas como tontura, dor retro-ocular, calafrios, fotofobia, náuseas e vômitos também são relatados. Os sintomas duram de 2 a 7 dias, com evolução benigna e sem sequelas, mesmo nos casos mais graves.

O diagnóstico é clínico, epidemiológico e laboratorial, e todo caso deve ser notificado às autoridades em saúde.

Não há tratamento específico para a FO. Os pacientes devem permanecer em repouso, com tratamento sintomático e acompanhamento médico.

 

JD1 No Celular

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp. Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no IOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ministério da Saúde
Saúde
Ministério da Saúde retoma obras em Mato Grosso do Sul
Ilustrativa
Cidade
Prefeitura de Campo Grande oferece R$ 250 mil para programa de castração de animais
O participante deve, obrigatoriamente, portar jaleco
Saúde
Prova do 'Revalida' para médicos ocorre neste fim de semana
Vacina contra a covid
Saúde
Shopping e mercado: veja onde se vacinar neste sábado na Capital
Hospital Regional de Mato Grosso do Sul
Saúde
Funsau convoca mais 20 enfermeiros para o Hospital Regional
Capital tem plantão de vacinação em shoppings no fim de semana
Saúde
Capital tem plantão de vacinação em shoppings no fim de semana
Teste de Covid-19
Saúde
Covid-19 em MS: sem mortes pela quarta semana, Estado tem queda nos casos
Hospital Regional de Mato Grosso do Sul
Saúde
MP quer pormenores sobre Hospital Regional
Saúde e Bem-Estar: Dr. Paulo André apresenta perspectivas para o Servan
Saúde
Saúde e Bem-Estar: Dr. Paulo André apresenta perspectivas para o Servan
Ministra da Saúde, Nísia Trindade
Saúde
Ministra da Saúde comemora dados da imunização infantil

Mais Lidas

Sala de atendimento da DEPCA
Polícia
Adolescente é esfaqueado pela mãe e fica com as vísceras expostas na Capital
Kauã morreu horas após dar entrada no hospital
Polícia
Adolescente esfaqueado pela própria mãe morre em hospital de Campo Grande
Aeroportos, como o de Madri, na Espanha, foram os locais mais afetados com o apagão
Geral
Apagão cibernético 'para o mundo' e deixa bancos, aeroportos e serviços inoperantes
Joe Biden
Internacional
Joe Biden desiste da campanha à reeleição