Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Governo dengue 02 - Atitude
Saúde

"Dia D" de vacinação contra a gripe acontece neste sábado

a campanha acontece em 69 pontos em Campo Grande

04 maio 2019 - 10h48Matheus Henrique, com informações da assessoria

Neste sábado (4) acontece o "Dia D" da Campanha de Vacinação Contra a Gripe nas 68 unidades básicas de saúde e em um trailer instalado na Praça Ary Coelho, das 7h15 às 16h45. Hoje devem trabalhar aproximadamente 500 profissionais da saúde, exclusivamente para imunização contra a gripe.

O secretário José Mauro explica que  “precisamos mobilizar a população que faz parte dos grupos de risco para receberem a vacina. Abrimos todas as unidades básicas de saúde neste sábado para garantir o acesso daqueles que porventura não podem ir durante a semana e para sensibilizar a sociedade para a importância de se imunizar”.

A população do grupo de risco, estabelecido pelo Ministério da Saúde, deve receber a dose da vacina para ficar protegida contra os três subtipos do vírus da gripe: A/H1N1, A/H3N2 e influenza B.

Para mais informações da campanha, a Sesau disponibiliza um site específico. Em “Camp.Gripe” na barra de menus, estão todas as informações sobre quem deve se vacinar, locais de vacinação e documentos que devem ser apresentados.

Grupo de risco

Podem receber a dose da vacina indivíduos com 60 anos ou mais de idade; mulheres até 45 dias após o parto, os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e os professores de escolas públicas e particulares; as crianças de seis meses a menores de seis anos (cinco anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes e os policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas. Os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e a população privada de liberdade, bem como os funcionários do sistema prisional serão imunizados em esquema de programado pela Sesau.

Para receber a dose, todos os públicos do grupo prioritário devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação e a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira do conselho ou holerite; as gestantes e puérperas o cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; os indígenas devem apresentar o cadastro na Sesai. Já os policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas devereão apresentar documentos comprobatórios que informe a condição de policial civil ou militar. O controle mais rigoroso para imunizar as pessoas do grupo de risco é para atender as recomendações do Ministério da Saúde, que não irá disponibilizar doses extras.

PMCG Refis

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Frigorífico interrompe atividades para frear surto de coronavírus em Juti
Saúde
MS registra 708 casos de coronavírus nas últimas 24h
Saúde
Confira a escala médica da capital neste sábado
Saúde
Hemosul convoca doadores dos sangues O positivo e negativo e A negativo
Saúde
China alerta para nova pneumonia mais mortal que a Covid-19
Saúde
Coronavírus: com 509 novos casos MS já alcança 12.261 confirmações
Saúde
AO VIVO – Atualização de casos de coronavírus no MS
Saúde
Menino de 10 anos ajuda mãe dar luz a irmão no banheiro de casa
Saúde
Saiba onde terá pediatra ou clínico geral atendendo nesta sexta
Saúde
Prefeitura garante R$ 9,5 milhões para a Santa Casa

Mais Lidas

Esportes
Conmebol anuncia retorno da Libertadores para 15 de setembro
Internacional
Filho de Naya Rivera diz que viu a mãe 'desaparecer' no lago
Geral
Famosa, naja que picou estudante ganha ensaio e vira meme na web
Polícia
Casal de adolescentes é acusado por furto de notebooks, videogames e veículos