Menu
Busca quarta, 18 de setembro de 2019
(67) 99647-9098
Saúde

"Dia D" de vacinação contra a gripe acontece neste sábado

a campanha acontece em 69 pontos em Campo Grande

04 maio 2019 - 10h48Matheus Henrique, com informações da assessoria

Neste sábado (4) acontece o "Dia D" da Campanha de Vacinação Contra a Gripe nas 68 unidades básicas de saúde e em um trailer instalado na Praça Ary Coelho, das 7h15 às 16h45. Hoje devem trabalhar aproximadamente 500 profissionais da saúde, exclusivamente para imunização contra a gripe.

O secretário José Mauro explica que  “precisamos mobilizar a população que faz parte dos grupos de risco para receberem a vacina. Abrimos todas as unidades básicas de saúde neste sábado para garantir o acesso daqueles que porventura não podem ir durante a semana e para sensibilizar a sociedade para a importância de se imunizar”.

A população do grupo de risco, estabelecido pelo Ministério da Saúde, deve receber a dose da vacina para ficar protegida contra os três subtipos do vírus da gripe: A/H1N1, A/H3N2 e influenza B.

Para mais informações da campanha, a Sesau disponibiliza um site específico. Em “Camp.Gripe” na barra de menus, estão todas as informações sobre quem deve se vacinar, locais de vacinação e documentos que devem ser apresentados.

Grupo de risco

Podem receber a dose da vacina indivíduos com 60 anos ou mais de idade; mulheres até 45 dias após o parto, os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e os professores de escolas públicas e particulares; as crianças de seis meses a menores de seis anos (cinco anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes e os policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas. Os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e a população privada de liberdade, bem como os funcionários do sistema prisional serão imunizados em esquema de programado pela Sesau.

Para receber a dose, todos os públicos do grupo prioritário devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação e a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira do conselho ou holerite; as gestantes e puérperas o cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; os indígenas devem apresentar o cadastro na Sesai. Já os policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas devereão apresentar documentos comprobatórios que informe a condição de policial civil ou militar. O controle mais rigoroso para imunizar as pessoas do grupo de risco é para atender as recomendações do Ministério da Saúde, que não irá disponibilizar doses extras.

Toka do Jacare - perkal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Nesta manhã de quarta-feira, 11 pediatras e 42 clínicos atendem
Saúde
Nesta manhã dez pediatras e 47 clínicos atendem na capital
Saúde
Segunda-feira começa com 42 clínicos e dez pediatras atendendo
Saúde
Campanha Setembro Laranja alerta para a obesidade infantil
Saúde
Varizes não afetam só mulheres, alerta estudo
Saúde
Cinco pessoas morrem a cada minuto por erro médico, diz OMS
Saúde
Duas UPAs atendem com dez pediatras nesta manhã
Saúde
Nove pediatras atendem nesta manhã de quinta-feira
Saúde
Policiais morrem mais por suicídio do que em confrontos, diz pesquisa
Saúde
Onze pediatras e 42 clínicos atendem nesta manhã de quarta-feira

Mais Lidas

Geral
Supermercado Real, no São Conrado, é autuado por vender produtos vencidos
Brasil
Vídeo – Torcedor do Athletico tem a mão dilacerada ao manusear rojão
Internacional
Vídeo - De cueca, homem cai de prédio ao fugir da casa da amante
Oportunidade
TIM abre vagas para jovem aprendiz na capital