Menu
Busca domingo, 28 de fevereiro de 2021
(67) 99647-9098
Governo - campanha estado que cresce - Topo
Saúde

Mesmo com licença definitiva, clínicas particulares não têm previsão de vacinas

Anvisa concedeu registro à Pfizer, que tem eficácia de 95% contra o coronavírus

23 fevereiro 2021 - 18h11Joilson Francelino

As clínicas particulares seguem sem previsão de aquisição de vacinas contra o novo coronavírus, mesmo com a licença definitiva concedida nesta terça-feira (23) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) à vacina da Pfizer, que tem eficácia de 95% contra o coronavírus.

A farmacêutica clínica, responsável pelo setor de vacinação da Attive.pharma em Campo Grande, Thallyta Campos, explicou ao JD1 Notícias que  já existe o registro que permite a compra das vacinas pelas clínicas privadas, porém, ainda não está disponível esse processo. “Para a comercialização de vacinas é necessário alvará específico para o estabelecimento e toda infraestrutura necessária”, detalhou.

Ainda segundo Thallyta, a compra, quando for liberada, dependerá da quantidade de doses disponíveis. “Nenhuma empresa disponibilizou ainda quantidades para a compra para as instituições privadas, pois o foco são as instituições federais”, completou.

Para a Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas (ABCVAC), a prioridade para aquisição de doses de qualquer vacina contra a Covid19 deve ser do Governo Federal, para utilização de acordo com o plano nacional. “As clínicas associadas à ABCVAC aguardam a disponibilidade de doses para aquisição pelo setor privado de vacinação humana, para poderem atuar, como sempre fizeram, de forma complementar ao Programa Nacional de Imunização”, informou em nota.

Primeira com registro definitivo - A vacina da Pfizer é a primeira a receber o registro definitivo no Brasil, que é uma autorização permanente para ser usada em território nacional. A CoronaVac e o imunizante de Oxford tiveram o uso emergencial concedido pela agência, mas ainda possuem caráter experimental no país.

A aprovação do registro ocorre após 9 meses de negociações entre a Pfizer e o Ministério da Saúde para a compra da vacina. O Brasil é o 71º país a aceitar o uso do imunizante da Pfizer, segundo o Our World in Data, um site de monitoramento da vacinação pelo mundo coordenado por cientistas da Universidade de Oxford. No entanto, ainda não há doses da Pfizer no Brasil.

Peniel - amigos da pizza

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Campanha vai divulgar informação segura sobre as doenças raras
Saúde
EUA autorizam vacina da Johnson & Johnson contra a Covid-19
Saúde
Butantan entrega 600 mil de doses da CoronaVac neste domingo
Saúde
Em 24h, MS registrou 542 novos casos de covid-19 e 13 óbitos
Saúde
MS passa dos 3,3 mil mortos pela covid-19
Saúde
Médico de 80 anos perde a luta contra o coronavírus, em Campo Grande
Saúde
COVID: Brasil tem recorde de mortes pelo terceiro dia seguido
Saúde
Escala médica conta com 19 pediatras na manhã deste sábado
Saúde
Covid: Primeira vacinada na Bahia testa positivo antes da segunda dose
Saúde
Prosseguir: MS tem 31 municípios na bandeira vermelha

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio