Menu
Busca terça, 07 de fevereiro de 2023
(67) 99647-9098
Saúde

OMS adia análise da vacina russa Sputnik V

Guerra na Ucrânia afetou a ida de especialistas para avaliar a produção do imunizante

16 março 2022 - 19h16Pedro Molina
Sebrae Materia

A vacina contra Covid Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, na Rússia, teve sua análise adiada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) devido a guerra que vem ocorrendo na Ucrânia.

A informação foi repassada para a imprensa pela diretora-geral assistente para Acesso a Medicamentos da OMS, Mariângela Simão, no fim da tarde desta quarta-feira (16), em uma coletiva de imprensa em Genebra.

“Nós deveríamos fazer inspeções na Rússia, a começar no dia 7 de março, e as inspeções foram adiadas para uma data posterior. Então, as inspeções foram afetadas por causa da situação”, afirmou a diretora-geral.

Com a guerra em andamento, uma avaliação do uso da vacina não tem uma nova data confirmada.

Sebrae Materia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Em MS, 11 municípios estão com alta incidência de dengue
Saúde
Confira a escala de plantão de médicos nas UPAs e CRSs nesta segunda-feira
Saúde
Casos de SRAG têm queda em todo o país
Saúde
Saúde recebe mais de 1 milhão de doses da Coronavac infantil
Saúde
Procurando médico? Saiba onde encontrar e quais UPAs e CRSs atendem hoje
Saúde
OMS elabora acordo para evitar disputas futuras por vacinas durante pandemias
Saúde
Anvisa proíbe circulação de pomadas de cabelo que causam efeitos adversos graves
Saúde
Saúde divulga cronograma do Programa Nacional de Vacinação 2023
Saúde
Saiba onde encontrar médicos nas UPAs e CRSs da Capital nesta quarta-feira
Saúde
Covid: mais 7 pessoas morreram na última semana em MS

Mais Lidas

Geral
Melhores do ano CG: especialista alerta para golpe no Instagram
Polícia
JD1TV: Depoimento de motorista de aplicativo desmente relato da mãe de Sophia
Polícia
Polícia fecha boca de fumo e prende quatro envolvidos no Parque Lageado
Polícia
Delegada revela que mãe e padrasto de Sophia planejaram mentir para a polícia