Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(67) 99647-9098
TJMS Topo
Saúde

Palestra sobre células-troncos e dentes de leite ocorrerá na ABO-MS

O evento acontece dia 20 de agosto, a partir das 19h30 para cirurgiões-dentistas e médicos

16 agosto 2019 - 12h15Priscilla Porangaba, com informações da ABO-MS

A Associação Brasileira de Odontologia seção Mato Grosso do Sul (ABO-MS) realizará o primeiro encontro do “3º Ciclo de Palestras Gratuitas” no dia 20 de agosto em Campo Grande.

O cirurgião-dentista dr. José Ricardo Muniz Ferreira, cientista e investidor da R-Crio Criogenia S.A, abordará a partir das 19h30 sobre as possibilidades que o armazenamento das células-tronco da polpa dental pode trazer. 

O diretor da ABO-MS, Carlos Magno de Oliveira Rodrigues, explicou a importância da palestra, que mostrará como as células-tronco retiradas "do nervo, da polpa do dente" serão usadas em tratamentos diversos, explicando o porquê da participação de médicos, além dos cirurgiões-dentistas. "Essas células, são mais versáteis do que as colhidas no cordão umbilical. Existem muitas pesquisas em andamento sobre sua utilização na busca da cura de doenças como Diabetes, Alzheimer e Autismo", explicou.

O evento é destinado a cirurgiões-dentistas e médicos, e para participar é necessário confirmar a presença, pois as vagas serão limitadas.

Os interessados deverão confirmar pelos telefones (67) 3383-3842,  (67) 99212-8088, o auditório da ABO-MS está localizado na Rua da Liberdade, 836, Monte Líbano.

Entenda o que será ministrado no encontro

A partir das células-tronco mesenquimais é possível uma reprogramação celular capaz de auxiliar na regeneração de diversos tipos de tecidos e órgãos, tais como: pele, células beta (pâncreas), cartilagem, tecido nervoso e adiposo, ossos, tecido cardíaco, fígado, dentes e músculos.

Além disso, surgem possibilidades de tratamentos inovadores para doenças hoje consideradas incuráveis como Alzheimer, Autismo, Diabetes e até Câncer.

Dr. José Ricardo Muniz Ferreira estudou e aprimorou a técnica de extração, armazenamento e cultivo dessas células, com o objetivo de garantir e entregar células-tronco viáveis para que sejam utilizadas em quaisquer terapias. Para a garantia de que elas estarão íntegras e com a capacidade máxima preservada para desempenharem as funções para as quais serão exigidas.

As células do dente são especiais, elas possuem grande potencial de multiplicação e se transformam em qualquer célula do corpo humano. “Um verdadeiro tesouro: células-tronco jovens e de alta versatilidade”, garante Dr. José Ricardo.

O laboratório acompanha e monitora todo o processo, desde o momento da extração do dente, feita no consultório odontológico, até a chegada desse material ao laboratório.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
“Não é hora de afrouxar”, diz secretário ao confirmar 60 casos de coronavírus em MS
Saúde
AO VIVO – Estado atualiza casos de coronavírus
Saúde
Academia Nacional de Medicina declara apoio a Mandetta
Saúde
Espanha supera Itália em número de casos e isolamento é prorrogado
Saúde
MPT define medidas sanitárias para o transporte coletivo urbano
Saúde
Produtores rurais doam respiradores para hospitais de MS
Saúde
SES investiga se jovem com problemas respiratórios morreu de coronavírus
Saúde
MS registra mais dois casos de coronavírus
Saúde
Jovem de 21 anos morre em Dourados com suspeitas de coronavírus
Saúde
AO VIVO – Acompanhe a evolução do coronavírus em MS

Mais Lidas

Geral
Ajude a encontrá-la: Letícia Praeiro sumiu há dois dias no Cohab
Justiça
Alexandre Magno comandará MP em MS
Geral
Uems realizará campanha de doações à famílias vulneráveis
Economia
Governo vai usar aplicativo para cadastro do auxílio de R$ 600