Menu
Menu
Busca quarta, 24 de julho de 2024
TJMS Jul24
Saúde

Parkinson, colesterol alto, rinite: Farmácia Popular tem novos remédios gratuitos

Medicamentos podem ser retirados nas farmácias credenciadas a partir desta quarta-feira (10); entenda

10 julho 2024 - 15h40Brenda Leitte

O Ministério da Saúde anunciou, nesta quarta-feira (10), que incluiu os medicamentos para o tratamento de colesterol alto, doença de Parkinson, glaucoma e rinite, no Programa Farmácia Popular. Com isso, a partir de agora, os remédios podem ser retirados gratuitamente pela população.

Segundo a pasta, a expectativa é que cerca de 3 milhões de pessoas que utilizam o programa, sejam impactadas pela decisão.

Com a medida, os usuários devem economizar até R$ 400 por ano. Após a inclusão dos remédios, o programa passa a oferecer 95% dos medicamentos e insumos de forma gratuita.

Gratuitos e não gratuitos

O programa oferta 41 itens, entre fármacos, fraldas e absorventes. Até a implementação dessa medida, somente medicamentos indicados para pessoas com diabetes, hipertensão, asma, osteoporose e anticoncepcionais eram gratuitos.

Para os outros - não gratuitos - o Ministério da Saúde pagava até 90% do valor de referência dos medicamentos e o cidadão pagava o restante, de acordo com o valor praticado pela farmácia. Agora 39 dos 41 itens distribuídos pelo Farmácia Popular são totalmente de graça para a população.

Confira abaixo a lista dos novos remédios gratuitos disponíveis no Farmácia Popular:

Colesterol alto
-sinvastatina 10mg;
-sinvastatina 20mg;
-sinvastatina 40mg;

Doença de Parkinson
-carbidopa 25mg + levodopa 250mg;
-cloridrato de benserazida 25mg + levodopa 100mg;

Glaucoma
-maleato de timolol 2,5mg;
-maleato de timolol 5mg;

Rinite
-budesonida 32mcg;
-budesonida 50mcg;
-dipropionato de beclometasona 50mcg/dose;

Veja a lista completa com todos os medicamentos.

Como conseguir a medicação?

O programa disponibiliza medicamentos gratuitos para diabetes, asma, hipertensão, anticoncepção, colesterol alto, rinite, doença de Parkinson e glaucoma. Além de subsidiar - o governo paga uma parte do preço do medicamento - os remédios para o tratamento de diabetes mellitus associada a doença cardiovascular e distribuir fraldas geriátricas.

O paciente que precisa de medicamentos tem de ir a um estabelecimento credenciado. São farmácias e drogarias que exibem o selo "Aqui tem Farmácia Popular".

O cidadão precisa apresentar dois documentos:
-documento oficial de identidade com foto e número do CPF;
-receita médica dentro do prazo de validade, emitida por médico do SUS ou particular.

Para a retirada das fraldas geriátricas, é preciso que o paciente tenha mais de 60 anos ou seja pessoa com deficiência e apresente prescrição, laudo ou atestado comprovando a necessidade do uso das fraldas.

 

 

JD1 Notícias

Acompanhe em tempo real todas as notícias do Portal, clique aqui e acesse o canal do JD1 Notícias no WhatsApp. Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 no IOS ou Android.

Reportar Erro

Deixe seu Comentário

Leia Também

Teste Covid-19
Saúde
Covid-19 em MS: após mais de um mês sem mortes, MS registra duas novas vítimas
Divulgação/ HRMS
Saúde
Hospital Regional terá 'Dia D' para cadastro de doadores de medula óssea
Pronto Atendimento Infantil está no Centro Regional de Saúde, localizado no Bairro Tiradentes
Saúde
Pronto Atendimento Infantil no Tiradentes tem atendido 100 crianças por dia
Ministério da Saúde
Saúde
Ministério da Saúde retoma obras em Mato Grosso do Sul
Ilustrativa
Cidade
Prefeitura de Campo Grande oferece R$ 250 mil para programa de castração de animais
O participante deve, obrigatoriamente, portar jaleco
Saúde
Prova do 'Revalida' para médicos ocorre neste fim de semana
Vacina contra a covid
Saúde
Shopping e mercado: veja onde se vacinar neste sábado na Capital
Hospital Regional de Mato Grosso do Sul
Saúde
Funsau convoca mais 20 enfermeiros para o Hospital Regional
Capital tem plantão de vacinação em shoppings no fim de semana
Saúde
Capital tem plantão de vacinação em shoppings no fim de semana
Teste de Covid-19
Saúde
Covid-19 em MS: sem mortes pela quarta semana, Estado tem queda nos casos

Mais Lidas

Cabo da PMMS é condenado por realizar "bicos" durante licença médica
Justiça
Cabo da PMMS é condenado por realizar "bicos" durante licença médica
Escola Sesi oferta 104 vagas de gratuidade integral na educação básica
Educação
Escola Sesi oferta 104 vagas de gratuidade integral na educação básica
Lulu Oliveira
Comportamento
Aos 41 anos, Lulu Oliveira representará MS no Miss Universo Brasil 2024
Sala de atendimento da DEPCA
Polícia
Adolescente é esfaqueado pela mãe e fica com as vísceras expostas na Capital