Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Governo/Dengue
Saúde

Pesquisadores projetam dimensões da pandemia em MS e CG

Os números são resultado de um estudo feito por pesquisadores de todo o Brasil

21 abril 2020 - 12h05Priscilla Porangaba

Uma equipe de pesquisadores voluntários montaram um quadro da possível projeção do número de casos confirmados e óbitos causados pelo novo coronavírus para os próximos dias de abril em Campo Grande e Mato Grosso do Sul.

Segundo os observadores, a projeção de comportamento do vírus nos próximos dias é de aumento gradativo. No dia 26 de abril é quando o gráfico se mostra mais expressivo saltando para 282, possíveis, casos confirmados em Mato Grosso do Sul. Para a capital,a a projeção é de 94 casos do vírus.

Segundo a Doutoranda em Ciência da Computação pela USP e formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) Mariane Barros Neiva, de 29 anos, que participa do grupo voluntário de pesquisas, a análise é feita a partir dos casos reais e atuais informados pela Secretaria de Saúde (SES).

A partir deste número crescente, é criado uma função exponencial epidemiológica com o número de casos somados a um número de novos contagiados.

Por exemplo, se uma pessoa contaminar quatro pessoas, essas mesmas quatro contaminam mais 16, e no fim, somando a novos 20 contaminados. Com o número encaixado numa exponencial, foi possível encontrar a projeção de possíveis casos para próximos seis dias.

Mariane também explicou ao JD1 Notícias que o número de casos atuais pode estar desatualizado, já que o número é uma referência da porcentagem de isolamento de duas semanas atrás e da detecção da doença, devido a demora no aparecimento, ou não, de sintomas.

“Como uma pessoa demora de quatro dias a duas semanas, é importante ressaltar que não adianta olhar a projeção, achar que está tudo bem e afrouxar o isolamento, porque a projeção é baseado em duas semanas atrás e ainda existe o problema de pessoas não testada. Afrouxando o isolamento, com certeza a projeção aumentará”, finalizou.

A equipe é formada por  36 pesquisadores dentre eles: mestres em medicina, doutores, docentes, cientistas, médicos infectologistas e etc. Eles são do Departamento de Planejamento e Gestão – Ministério Público do Paraná, Doutor em Saúde Pública e Técnico Especialista em Informática Biomédica – USP, Cientista da Computação (UNIP) , Consultor de Inteligência de Dados – Keyrus, Docente, UnB, Coordenador, Eng. Civil – Centro de Ensino Superior do Amapá, Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia da Informação – Macapá/AP, Mestre em Ciências Farmacêuticas – FCF/UFAM e outros.

Predição de comportamento da epidemia COVID-19 por meio do modelo matemático exponencial de Campo Grande para dia 26 de abril:

 

CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
MS registra 6 óbitos e mais 350 casos novos de coronavírus
Saúde
Três UPA's atendem com pediatra durante o dia na capital
Saúde
Morre voluntário que estava testando a vacina de Oxford no Brasil
Saúde
Adolescente de 15 anos morre de coronavírus na capital
Saúde
Nesta manhã, 15 pediatras e 50 clínicos atendem nas UPAs da capital
Saúde
MS tem 92,7% de infectados com coronavírus recuperados
Saúde
Quinze pediatras atenderão nas UPAs da capital nesta manhã
Saúde
Gata é o primeiro animal a testar positivo para Covid-19 no Brasil
Saúde
Campo Grande passa dos 34 mil infectados pelo coronavírus; já são 642 óbitos
Saúde
Unidades de saúde contam com 49 médicos atendendo nesta manhã

Mais Lidas

Polícia
Carta de arrependimento é escrita por advogado que matou PM no trânsito
Cidade
Detran-MS promete agilizar atendimento utilizando totens de serviços
Economia
Dólar fecha em queda pelo segundo dia seguido
Justiça
Em sessão "sofrida", MS ganha julgamento do gás boliviano