Menu
Busca domingo, 02 de outubro de 2022
(67) 99647-9098
Saúde

Pesquisadores projetam dimensões da pandemia em MS e CG

Os números são resultado de um estudo feito por pesquisadores de todo o Brasil

21 abril 2020 - 12h05Priscilla Porangaba

Uma equipe de pesquisadores voluntários montaram um quadro da possível projeção do número de casos confirmados e óbitos causados pelo novo coronavírus para os próximos dias de abril em Campo Grande e Mato Grosso do Sul.

Segundo os observadores, a projeção de comportamento do vírus nos próximos dias é de aumento gradativo. No dia 26 de abril é quando o gráfico se mostra mais expressivo saltando para 282, possíveis, casos confirmados em Mato Grosso do Sul. Para a capital,a a projeção é de 94 casos do vírus.

Segundo a Doutoranda em Ciência da Computação pela USP e formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) Mariane Barros Neiva, de 29 anos, que participa do grupo voluntário de pesquisas, a análise é feita a partir dos casos reais e atuais informados pela Secretaria de Saúde (SES).

A partir deste número crescente, é criado uma função exponencial epidemiológica com o número de casos somados a um número de novos contagiados.

Por exemplo, se uma pessoa contaminar quatro pessoas, essas mesmas quatro contaminam mais 16, e no fim, somando a novos 20 contaminados. Com o número encaixado numa exponencial, foi possível encontrar a projeção de possíveis casos para próximos seis dias.

Mariane também explicou ao JD1 Notícias que o número de casos atuais pode estar desatualizado, já que o número é uma referência da porcentagem de isolamento de duas semanas atrás e da detecção da doença, devido a demora no aparecimento, ou não, de sintomas.

“Como uma pessoa demora de quatro dias a duas semanas, é importante ressaltar que não adianta olhar a projeção, achar que está tudo bem e afrouxar o isolamento, porque a projeção é baseado em duas semanas atrás e ainda existe o problema de pessoas não testada. Afrouxando o isolamento, com certeza a projeção aumentará”, finalizou.

A equipe é formada por  36 pesquisadores dentre eles: mestres em medicina, doutores, docentes, cientistas, médicos infectologistas e etc. Eles são do Departamento de Planejamento e Gestão – Ministério Público do Paraná, Doutor em Saúde Pública e Técnico Especialista em Informática Biomédica – USP, Cientista da Computação (UNIP) , Consultor de Inteligência de Dados – Keyrus, Docente, UnB, Coordenador, Eng. Civil – Centro de Ensino Superior do Amapá, Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia da Informação – Macapá/AP, Mestre em Ciências Farmacêuticas – FCF/UFAM e outros.

Predição de comportamento da epidemia COVID-19 por meio do modelo matemático exponencial de Campo Grande para dia 26 de abril:

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Mesmo com fim de campanha, Capital segue vacinando neste sábado
Saúde
Sábado terá pediatras em apenas duas UPAs durante o dia na Capital
Saúde
ANS inclui transplante de fígado em sua lista de procedimentos
Saúde
Setembro teve a menor incidência de SRAG desde o início da pandemia em 2020
Saúde
Campanha contra Poliomielite e Multivacinação encerra hoje
Saúde
MS registrou 171 casos de Monkeypox durante o mês de setembro
Saúde
Estado tem queda de 351 casos prováveis de dengue em uma semana
Saúde
Brasil registra menor média móvel de mortes por Covid desde o início de 2020
Saúde
Caravana da Saúde será prorrogada até novembro em MS
Saúde
Na última semana, mais de 44 mil crianças ainda não vacinaram contra poliomielite

Mais Lidas

Política
Pesquisa mostra Contar e Riedel no segundo turno
Política
Pesquisa Ranking mostra André e Riedel na frente
Polícia
Carro com urna eletrônica é roubada na Capital
Política
IPEC: André lidera, Riedel em segundo com Marquinhos e Contar colados