Menu
Busca sábado, 24 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Saúde

Vacina contra a febre amarela estará disponível a partir de segunda, na capital

Os pacientes podem se vacinar de segunda a sexta-feira, nas unidades básicas de saúde

09 junho 2019 - 14h45Joilson Francelino, com informações da assessoria

A vacina contra a febre amarela estará disponível nas 68 unidades básicas de saúde (UBS) e de saúde da família (UBSF), de segunda a sexta-feira, a partir do próximo dia 10, não sendo mais necessário o cronograma de vacinação. A medida foi adotada em razão da oferta de doses e vai vigorar por 60 dias para avaliação quanto ao comportamento da procura.

A vacina da febre amarela deve ser tomada apenas uma vez na vida e, por isso, é muito provável que a maioria da população não necessite se revacinar. Desde abril de 2017, a dose única é recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e referendada pelo Ministério da Saúde.

Segundo a coordenadora de Vigilância Epidemiológica (SVE), Mariah Barros, “não se trata de campanha e nem abertura de novos locais da vacina. Anteriormente, a Sesau adotava o cronograma de vacinação, onde ao menos uma unidade de saúde por dia disponibilizava a dose nas regiões da capital. A partir de agora, a vacina estará disponível em todas as unidades de saúde, de segunda a sexta-feira”.

Recentemente, o Paraguai anunciou que exigirá a vacina da febre amarela dos brasileiros que cruzarem a fronteira com o país vizinho. A apresentação do Certificado Internacional de Vacinação (CIVP) será obrigatória para indivíduos acima de um ano de idade.

O documento pode ser solicitado pela internet, no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após o envio dos comprovantes de vacinação. De acordo com o órgão, a vacina precisa ser tomada ao menos 10 dias antes da data da viagem.

A coordenadora Mariah Barros ressalta ainda que “essa medida de ofertar a vacina todos os dias da semana em todas as unidades básicas de saúde vigorará por 60 dias, para verificar a procura e o nosso objetivo é garantir à pessoa que ainda não se imunizou que procure a UBS/UBSF e regularize a Caderneta de Vacinação”.

Segundo o Calendário Nacional de Vacinação a dose contra a febre amarela deve ser administrada nas crianças aos 9 meses de vida. Por isso, pais e responsáveis são atores sociais importantes para o controle da doença e garantia de boa saúde nos pequenos.

Não há registro de febre amarela em Campo Grande desde 1999, quando foi implantado o Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan). A cobertura vacinal de Febre Amarela atingiu 88,88% em 2018.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
UPAs Almeida e Cel. Antonino atendem em todos os períodos hoje
Saúde
Nove pediatras atendem em duas UPAs nesta manhã
Saúde
Onze pediatras e 42 clínicos atendem nesta manhã de quinta-feira
Saúde
Onze pediatras atendem nesta manhã de quarta-feira
Saúde
Em duas UPAs, nove pediatras atendem nesta manhã
Saúde
Consulta pública vai definir serviços essenciais da atenção primária
Saúde
João Gordo recebe alta do hospital após 10 dias internado
Saúde
Após tocar em médico infectado com sarampo, pessoas são vacinadas em MS
Saúde
Palestra sobre células-troncos e dentes de leite ocorrerá na ABO-MS
Saúde
UPAs Universitário e Coronel Antonino atendem com oito pediatras nesta manhã

Mais Lidas

Polícia
Polícia apresenta acusado de estupro e roubo no Jardim Carioca
Polícia
Família encontra jovem morto e suspeita é de suicídio
Polícia
Confusão em tabacaria da Moreninha termina em morte
Polícia
Rapaz é contatado por aplicativo para fazer corrida e desaparece