Menu
Busca sábado, 24 de setembro de 2022
(67) 99647-9098
SESI - FAZ PELA INDÚSTRIA E POR VOCÊ
Saúde

Wolbito Em Casa: Projeto mobiliza 3 mil alunos de escolas municipais da Capital

Estratégia inédita no mundo, vai contar com 17 escolas municipais para o enfrentamento ao Aedes aegypti

16 agosto 2022 - 15h28Brenda Leitte

Campo Grande passa a contar com uma nova estratégia que irá mobilizar 3 mil alunos, de 17 escolas da Rede Municipal de Educação (Reme). O objetivo é fazer o controle biológico de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como a dengue, Zika e Chikungunya, através da liberação de mosquitos com a bactéria Wolbachia, capaz de inibir a transmissão destas doenças. O lançamento do “Wolbito em Casa” aconteceu na manhã desta terça-feira (16), na Escola Municipal Rachid Saldanha Derzi, no Bairro Jardim Noroeste.

Fazendo parte da programação de aniversário dos 123 anos de Campo Grande, o lançamento do projeto teve a presença da prefeita Adriane Lopes. Ela destacou que a implementação do Método do Wolbachia contribuiu para que o Município passasse dois anos sem enfrentar uma nova epidemia de dengue e que o envolvimento das crianças neste projeto será fundamental.

"Tenho certeza que os resultados serão positivos e nossa cidade mais uma vez será exemplo na Saúde. É importante lembrar que este é um método complementar, portanto todos nós precisamos fazer a nossa parte" destacou.

Cada aluno receberá um kit contendo um recipiente, material informativo e cápsulas com ovos do mosquito Aedes aegypti com Wolbachia, os chamados Wolbitos, que serão “cultivados”  até a fase adulta.

A atividade será supervisionada por coordenadores e professores da Rede Municipal de Educação.  Eles serão divididos em dois grupos (A e B), em que cada um retira uma cápsula contendo ovos de Wolbitos e ração para as larvas a cada 15 dias. Toda a atividade deve durar 16 semanas.

O gestor de implementação do Método Wolbachia em Campo Grande, Antônio Brandão, destaca que a estratégia contribui para o estabelecimento dos Wolbitos no território onde estes alunos residem e também no seu aprendizado.

“Essa é uma estratégia de liberação comunitária para que a gente possa ampliar o estabelecimento dos Wolbitos nestas regiões. É ainda uma oportunidade dos alunos observarem na prática todo o desenvolvimento de um inseto, além de render atividades e trabalhos que poderão ser apresentados em feiras de ciências", justificou.

Na avaliação do secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, a estratégia que será desenvolvida por Campo Grande será extremamente importante para a consolidação do método, sendo fundamental na sensibilização e mobilização da comunidade.

“Quando se envolve a criança em um projeto como este, ela atua não somente como uma parte executora, mas também como um agente multiplicador. Com as orientações passadas na escola, ela irá envolver toda a sua família neste processo, gerando resultados positivos para a comunidade em geral, disse.

Wolbachia em Campo Grande

A soltura dos mosquitos com a bactéria Wolbachia teve início na Capital em dezembro de 2020. O método já está presente em mais de 30 bairros de diferentes regiões do Município.

A liberação dos Wolbitos faz parte da estratégia do Método Wolbachia, iniciativa do World Mosquito Program (WMP), conduzida no país pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com apoio financeiro do Ministério da Saúde, e que utiliza a bactéria Wolbachia para o controle de arboviroses, doenças estas que são transmitidas pelo Aedes aegypti.

Dados epidemiológicos

Confome dados da Sesau, de 01 de janeiro ao dia 09 de agosto de 2022 foram registrados 12.721 casos notificados de dengue e sete óbitos provocados pela doença.  No mês de julho, foram notificados 641 casos, o que representa uma redução de 65% em relação ao mês anterior, onde foram notificados 1.866 casos da doença.

 

Tenha em seu celular o aplicativo do JD1 e acompanhe em tempo real todas as notícias. Para baixar no IOS, clique aqui. E aqui para Android.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Confira a escala médica deste sábado na Capital
Saúde
MS tem 87 casos confirmados de varíola dos macacos
Saúde
Semana encerra com escala completa de clínico geral nas unidades de saúde
Saúde
Mortes por Covid continuam diminuindo em todo o mundo, aponta OMS
Saúde
Brasil registra menor média móvel de mortes de Covid em 2022
Saúde
Bolsonaro sanciona lei que acaba com rol taxativo da ANS
Saúde
Em 21 dias, setembro registra o mesmo número de casos de Monkeypox que agosto
Saúde
Capital cai no ranking da dengue do Estado
Saúde
Brasil corre risco de retorno da poliomielite, alerta Opas
Saúde
Dia Mundial do Alzeheimer: Casos têm aumentado no mundo todo

Mais Lidas

Geral
Saiba quem vai disputar lista sêxtupla da OAB
Polícia
Autor de feminicídio no Jardim Corcovado provocou grave acidente na BR-163
Polícia
JD1TV: Ex-marido esfaqueia mulher até a morte no Jardim Corcovado
Polícia
Mulher quase teve pescoço decepado por ex-marido no Corcovado